terça-feira, 12 de junho de 2018

É A Escolher

Já aqui falei da simplicidade com que corto o cabelo. Desde que retire aquele meio quilo de peso de cima da cabeça por mim está bom. Hoje ao ligar para marcar o corte, pergunta-me a senhora do outro lado da linha:

" - Tem preferência por algum colega?"

E eu, criança burra, disse que não, que não tinha, que podia ser um qualquer. Ao chegar a casa é que me lembrei que podia ter pedido para me colocarem nas mãos do cabeleireiro mais giro. E depois o colocarem a ele nas minhas. Não sei cortar cabelo, mas podia tratar-lhe de outras coisas...

2 comentários:

  1. ahahahahah sempre a falhar como as notas de 50 na minha carteira ahahahahahhahahahahaha

    ResponderEliminar