sexta-feira, 28 de junho de 2013

Propinas E Possibilidades Financeiras Das Famílias

Quando há cinco anos efectuei a minha inscrição no ensino secundário os meus pais apenas colocaram duas oposições: nada de cursos fora do Porto nem de Universidades privadas. Como o curso que eu queria seguir [e todas as outras opções] se encontravam na Universidade Estatal [FLUP] nem equacionei as outras hipóteses. Depois de licenciar veio o mestrado e com ele as propinas de segundo ciclo que os meus pais não podiam pagar. Sei que muitos alunos conseguiriam/teriam já um part-time mas não era o meu caso. Sem part-time nem outra fonte de rendimento abandonei os estudos sem problemas de maior. Não é que se viva mal cá em casa, nunca faltou nada [nem o portátil de onde vos escrevo nem a conecção de banda larga] mas sei que existem dois empréstimos para serem pagos [empréstimos esses contraídos para construir a casa onde vivo e não para passar férias], dois carros para serem mantidos [um familiar a gasolina e outro de dois lugares a gasóleo que o meu pai usa para ir para o trabalho] e dois filhos para serem mantidos.

Por isso é inevitável sentir uma certa repulsa por alunos de Universidades privadas quando estes dizem:
" - Ai tu pagavas x de três em três meses? Eu pagava isso todos os meses."

Parece que existe um dedo apontado como que a dizer que abandonei os estudos por que era malandro ou por que não queria gastar dinheiro. E essa ideia dos alunos das Universidades privadas têm de que se eles podem pagar esse valor todos os meses, então toda a gente pode.

13 comentários:

  1. Eu estudo/estudei numa universidade privada e sei bem o que custa pagar as propinas. Não tinha outra hipótese porque fiquei numa faculdade longe e o que teria de pagar em quartos pago agora em propinas. Para além disso, em Lisboa, o meu curso existe apenas em privadas. Custou muito aos meus pais pagarem me estes três anos e não vou prosseguir com o mestrado porque a minha irmã vai entrar também para a faculdade e acho que isso já terei eu de pagar. Infelizmente não ando a conseguir arranjar nada e isso anda-me a deitar abaixo!

    ResponderEliminar
  2. Eu nunca fui bitch para ninguém, muito pelo contrário.

    ResponderEliminar
  3. Eu fiz a licenciatura, e estou a fazer o mestrado numa privada em lisboa, e tinha boas notas para uma publica, simplesmente os meus pais "quiseram" que eu fosse para uma privada, sei o que é pagar 300ou mais euros por mÊs, fora a casa, e as contas que temos que ela.Tive sorte em ter familiares em lisboa, e emprestaram-me a sua casa, não tinha que pagar nada, porque eles simplesmente não queriam, porém terminei a licenciatura o ano passado e tive a sorte de conseguir logo começar a trabalhar, e agra já estou a morar na minha própria casa.Sei o que é ouvir de bocas alheias "há e tal tu pagas isso porque és rica e blá blá blá."Nunca apontei o dedo a ninguém cada um fazia o que podia, mas eu dizia sempre "se fosse rica os meus pais não precisavam de trabalhar, o meu pai não precisava de ir trabalhar para a Bélgica".Compreendo-te.

    ResponderEliminar
  4. A realidade do ensino privado é bem diferente da nossa, do ensino público.
    É verdade que eles pagam absurdos, pagam para ir a recurso enquanto nos vamos automaticamente, pagam para fazer melhorias, pagam a mais por cada cadeira que não foi. Coitados, se há gente que é roubada, são os do ensino privado. Ainda assim, abençoados, porque só são roubados porque efetivamente o podem ser.

    - p.s - tenta uma bolsa, Logan! ate o resultado sair tens muito tempo para arranjar 1 trabalho e as propinas congelam...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu fui bolseiro durante quatro anos, cada vez menos, entretanto acabei por ficar com a minha bolsa reduzida a zero :|

      Eliminar
  5. *por cada cadeira que não foi feita*

    ResponderEliminar
  6. R: Tens razão eu jamais me prejudicaria e por isso acabo por beneficiar os outros.

    ResponderEliminar
  7. Eu nunca saberia o que fazer com aquele dinheiro todo lol acho um exagero mas uma coisa é certa, eu teria uma vida BEM diferente e os meus amigos também lol

    ResponderEliminar
  8. Eu andei sempre em escolas públicas e quanto um dia tiver que fazer um mestrado espero fazer numa escola pública.

    ResponderEliminar
  9. Vou começar uma brincadeira no meu blogue tens de ir participar

    ResponderEliminar
  10. R: ohh obrigada por teres participado!

    ResponderEliminar
  11. Concordo... Ao fim de tudo estudar numa faculdade é sempre foi caro e vai continuar a ser, independentemente de ser privada ou não.
    Espero que um dia retomes os estudos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. acho isso um pouco difícil mas quem sabe...

      Eliminar