terça-feira, 29 de novembro de 2011

Nightwish - Imaginaerum [Review]

Começo por dizer que estou numa relação amor-ódio por que se por um lado adorei toda a orquestra, todo aquele lado cinematográfico e pomposo por outro parece que a banda em si ficou um bocado no background sem espaço para brilhar muito. Parece mais um álbum da London Philharmonic Orchestra feat. Nightwish se é que me faço entender. Há alturas em que achei inevitável a comparação com os EPICA dos primeiros álbuns que sem a orquestra tinham um instrumental muito básico, neste álbum de Nightwish achei um pouco isso na maioria das músicas e tenho imensa curiosidade em saber como muitas delas irão resultar ao vivo.


01. Taikatalvi - Já disse que não gosto de músicas em Finlandês? Não gosto, pronto. Acho que é uma língua feia para caraças. No entanto não posso deixar de notar a voz do Marco que está bem diferente daquele registo "gritado" e isso é raro. Faz lembrar a "While Your Lips Are Still Red". Gosto do pormenor do oboé (não sei ao certo que instrumento é, presumo que seja um oboé) e não gosto, de todo, de começar a ouvir os coros iniciais da "Storytime" no final da música, quebra um pouco a magia, dá a ideia de que a música foi feita só como introdução (o que não deixa de ser um pouco verdade) quando vale por si só.

02. Storytime - Como o single já saiu há algum tempo eu já disse quase tudo o que havia para dizer sobre ele. Acho que para single é uma música que não é “facilitista” só para figurar nas rádios (independentemente de ter uma Radio Version mais curta). A letra é extremamente repetitiva, é o principal defeito que encontro na música (e no álbum em geral, foi um dos males comuns). Gosto imenso do tom sussurrante da Anette no inicio da música, acho que mete medo para caraças (sim eu tive medo da voz dela em algumas músicas deste álbum). Quanto aos coros, opá estão brutais, se há coisa que Nightwish sabe usar são os coros, nem a mais nem a menos, estão no ponto. Gosto também dos berrinhos da Anette no final da música, quem a ouve ao vivo sabe que ela gosta de arriscar aqueles berrinhos de vez em quando e pessoalmente gosto bastante deles, acho que dão uma certa pica à senhora.

03. Ghost River - Quando a Anette canta: “leave a footprint on every island you see” acho a voz dela tão, mas tão estranha… Mas nesta música a voz dela está estranha no geral mas é preferível aos berros do Marco, acho-os tão desnecessários (e repetitivos). Numa música como “Master Passion Greed” justificam-se, aqui não. Graças a Deus a meio lá colocam o coro das criancinhas em conjunto com a voz dele e as coisas melhoram bastante. E o coro das criancinhas sozinho é muito bom. A interrupção abrupta da Anette do referido coro é muito boa, muito prolongada, me gusta. Penso que é das músicas que melhor deve resultar ao vivo.

04. Slow, Love,. Slow - E pronto, acho que esta música é a gota de água para aqueles que pensavam que Nightwish já não eram metal de coisa nenhuma. Aqueles que gostam de jazz e semelhantes (blues, soul etc.) gostarão da música certamente. Para mim serve somente para mostrar mais uma vez a versatilidade da Anette Aquele saxofone (é um saxofone?) desafinado em quase toda a música era desnecessário, penso que as pessoas apanharam a ideia logo ao inicio. Lá para o minuto 3:50 as coisas lá começam a aquecer e aqueles sussurros da Anette deixam-me logo cheio de medo… lool Depois começam os devaneios meio soul (que ela já tinha mostrado em músicas como “Meadows Of Heaven”) em conjunto com aquele piano que parece que está a ser espancado, fazem uma boa junção. Só acho desnecessário o tic-tac presente na parte final da música, é demasiado longo, principalmente quando é apenas ele que ouvimos depois de todo o resto se calar.

05. I Want My Tears Back – Eu desmanchei-me a rir da primeira vez que ouvi isto, a sério, primeiro eles começam os dois aos berros e depois entra aquela gaita-de-foles meio aparolada (a fazer lembrar “Last Of The Wilds” ou “Moondance”) e eu desato a rir. Os agudos da Anette são muito engraçados também, me gusta 2x. Depois ouvir a gaita a cada refrão faz de mim um homem mais feliz (lol). Pergunta idiota: Quem é a Mary Costa? Nesta música (como no geral do álbum) as vozes da Anette e do Marco parece que “encaixam” na perfeição. E depois quando começam as palmas? Ah eu quero que toquem isto caso venham ao coliseu, acho que é daquelas músicas mesmo para a galhofa. É sem dúvida a minha música favorita de todo o álbum a par de outras duas que direi à frente.

06. Scaretale – Aquele inicio é medonho, no sentido em que mete medo mesmo ao ouvir, para depois entrarem as criancinhas, acho fofo. Depois começa a orquestra e parece que tudo o resto esteve lá para nada, é um bocado triste, mas enfim. Gosto daqueles riffs a fazer lembrar “7 Days To The Wolves” e daqueles teclados. Esta é a música em que a Anette consumiu o maior número de drogas: “Burning farms and squalling pigs A pool of snakes to swim with, oh sweet poison bite me bite me”. Depois começa o Marco a fazer o seu papel de apresentador do circo e é outra das coisas que me mete medo, a sério, eu acho que esta vertente circense deles é de uma pessoa se borrar toda. Logo a seguir volta a orquestração inicial e pronto, parece um ciclo vicioso pois também a overdose da Anette se nota outra vez, lol. Uma das coisas que gosto de verificar é o timming entre a voz dela e o coro, parece que foram cantados ao mesmo sítio, à mesma hora, quando a gente sabe que não foi assim. Mais criancinhas, depois aquele toque de flauta no fim, é engraçado.

07. Arabesque – Era a minha favorita de todos os samplers e continuei a gostar. Acho que é ela que marca, assim como “Eva” marcava no álbum anterior, a viragem do álbum para outra temática. As músicas anteriores eram mais ligadas ao circo, as restantes mais ligadas às viagens e acho que o intuito de “Arabesque” é mesmo esse, faz lembrar “Sahara” do DPP. É uma peça orquestral muito boa, lembra-me as peças do Alan Silvestri (não conhecem? Google him).

08. Turn Loose The Mermaids – A voz da Anette nesta música está mais limpa do que em qualquer outra que ela tenha cantado (e mais doce também). O refrão dos dois minutos com o violino a entrar ao mesmo tempo da voz dela plus os tambores está demais. Depois blá blá blá começa a peça orquestral e volta-se ao refrão, acho que é uma pena esta música não ter uma letra maior. E os berrinhos da Anette no background deviam estar em primeiro plano, na minha opinião. Aquele “eyesssssss” prolongado, me no gusta, muito forçado. E os violinos acabam meio abruptamente, podiam ter um finalzinho mais composto.

09. Rest Calm – Outra das minhas favoritas apesar de não gostar daqueles riffs distorcidos ao início. Quando começa a orquestra e pouco depois os gritos do Marco, opá tá do caraças… Adoro o refrão, a voz da Anette naquela sintonia com os instrumentos todos para depois voltar a entrar a orquestra com aquele poderio todo, é tipo, dia e noite… Gosto da particularidade da voz da Anette a par da do Marco nesta segunda quadra, fazem uma parelha bem mais agradável do que Marco – Tarja. É das poucas músicas em que há um instrumental da banda propriamente dito, gosto daquele solo (é solo né? lol). Depois o coro das criancinhas opá, como diz o meu pai, “só não chora quem não tem coração”. Mais daqueles berrinhos da Anette (a sério, eu adoro os berros dela, lol) para acabar com aquele refrão que parece repetido até ao infinito (no bom sentido). “Rest calm and remembre me” é para mim a melhor linha de todo o álbum não me perguntem porquê…

10. The Crow, The Owl And The Dove – A música mais pop que ouvi deles. A voz da Anette quase sem apoio nenhum está bastante engraçada e a junção à voz do Marco só a enaltece (em comparação com a dele, que podia estar mais limpa, como em "Taikatalvi").
Alguém sabe quem canta o verso “Got to grieve her, got to wreck it” ? Parece-me uma reminiscência do coro gospel de “Meadows Of Heaven” que é brilhantemente interrompido por aquela flauta (é uma flauta? lol). Depois mais refrão (aquele refrão só faz sentido quando se ouve somente a voz da Anette em conjunto com o piano).

11. Last Ride Of The Day – Só a mim é que me parece ouvir uma espécie de helicóptero no início? Wtf? E aqueles coros podiam estar mais trabalhados (só um cadinho) estão um bocado repetitivos. Depois lá entra a voz da Anette (que mais uma vez digo, me mete medo quando ela começa a sussurrar). “Riding the day, every day into sunset. Finding the way back home” – a Anette pura e simplesmente vai-se ver lixada para conseguir cantar isto ao vivo do jeito que ficou gravado. Solo de guitarra, mais uma lembrança de que há uma banda por detrás disto tudo, embora logo a seguir somos bombardeados com mais uma peça orquestral. Acho o refrão desta música odioso, tanto pela quantidade de vezes que é repetido como pela pressa com que é cantado… Posso dizer que de todas as músicas é a que de momento, menos gosto.

12. Song Of Myself – O maior enchimento de chouriços na história de Nightwish. “The deep breath I took still poisons my lungs” – a forma como a Anette canta isto é tão estranha… Engraçado que a segunda quadra faça referência a outras músicas do álbum:

"A catnap in the ghost town of my heart – Rest Calm
She dreams of storytime and the river ghosts - Storytime, Ghost River
Of mermaids, of Whitman's and the ride - Turn Loose The Mermaids, Song Of Myself, Last Ride Of The Day
Raving harlequins, gigantic toys!" – Scaretale

Depois aqueles coros estão qualquer coisa de fantástico, a sério …
Adoro a voz da Anette nos versos

"A silent symphony
A hollow opus #1,2,3"

O poema final (que me levou a querer procurar algo sobre o Walt Whitman de quem nunca li nada) podia ser uma faixa só, acho uma pena ter sido incluído nesta música...
É notório que alguns versos são narrados pelo Marco, pelo Tuomas e pela Anette (sendo que os outros segundo diz o jp são narrados pelo senhor da gaita de foles… )

"The 1st thing I ever heard was a wandering
man telling his story
It was you, the grass under my bare feet
The campfire in the dead of night
The heavenly black of sky and sea"

Eu sei que vou ser gozado para a vida toda, mas eu comecei a chorar quando ouvi isto… Porquê? Não sei… Lembra-me os começos de Nightwish (não vou contar a história, quem quiser, que leia).

“the grass under my bare feet” – Elvenpath!
‎"how can you just "be yourself" if you don't know who you are?" – FACTO!

13. Imaginaerum - Basicamente é um correr orquestrado da maioria das músicas do álbum é uma boa opção para fechar o álbum, relembra o que se ouviu anteriormente, a transição para “Storytime” está fantástica na minha opinião.

Este álbum era o caminho mais lógico para quem ouviu o anterior (e gostou) e penso que não deixou desgostoso quem esperou 4 anos. Não dou nota de 0 a 10 ou de 0 a 100 por que é Nightwish e eu tenho um pelling que vou ouvir isto até não poder mais, tal como fiz com o “Dark Passion Play”.

domingo, 27 de novembro de 2011

Das Datas E Das Horas

Sempre fui péssimo para decorar datas de aniversário, se não são os lembretes das redes sociais ou aquelas barrinhas na parte inferior dos índices dos fóruns não faria caso de muitas delas.
Mas existem datas, horas, momentos do dia que por uma razão específica adquirem um qualquer significado. É quase como acreditar que o mundo iria acabar no dia 11/11/11, as pessoas acreditavam que iria acontecer alguma coisa e esperavam. Por que iria acontecer algo? Pura superstição, mas algo iria decerto acontecer. Se dizem que em 2012 irá acontecer alguma coisa então convencem-se a si mesmas que assim é e esperam desejosas que por algum milagre se dê algum acontecimento inesperado que paradoxalmente já era esperado.
Não é o que fazemos todos nós? Passar dias à espera de um momento e quando ele chega fingir aquele ar de surpresa como se não tivéssemos passado os dias a pensar nisso? Dar a ideia de que podemos passar bem sem uma pessoa quando é essa pessoa que nos faz avançar?
Essas coisas teriam uma hora para serem dita. E quando chega a hora e não acontece nada a única coisa a fazer é desligar tudo e ir para a cama.
Se o Universo conspira para que as pessoas se encontrem, então acho que está a fazer jogo duplo.

Beastly [Filme]


Regra geral as adaptações dos clássicos ou pecam por não terem nada a ver com o original ou por serem cópias demasiado foleiras. Este filme surpreendeu-me pela positiva...

Perguntas #3

1. Vão ser-te perguntadas 100 questões, estás preparado?

Tenho outra escolha? :D

2. Quando foi a última vez que disseste que estavas bem, mas não estavas?

Não sei, passo a vida a fazer isso.

3. Consideras-te sortudo?

Não, não gosto de me considerar sortudo mediante a falta de sorte dos outros e a que tenho não me chega portanto, não.

4. Onde está a pessoa que tem o teu coração?

Não sei, ainda o sinto aqui dentro.

5. Já alguma vez estiveste acordado durante 2 dias seguidos?

Já, melhores dias da minha vida.

6. Estás zangado com alguém neste momento?

Não diria zangado, simplesmente deixei de falar com algumas pessoas.

7. Com quem passaste a maior parte do teu último Verão?

Com a minha irmã :s

8. Onde arranjaste a camisola que tens vestida?

No idea, se calhar até foi dada.

9. Estás feliz?

Não. Devia?

10. Acreditas que ex-namorados podem ser amigos?

Não. Antes sim, agora não.

11. Com quem foi a última pessoa que tiraste uma fotografia?

Eu e fotografias não combinámos de todo.

12. Onde foi o último lugar que adormeceste, à parte da tua cama?

O banco da camioneta… lol

13. O que é que é mais importante numa relação: felicidade ou confiança?

Amor? Lol

14. Estás de bom humor?

Não, nestes últimos dias ando em baixo.

15. Achas que fizeste a diferença na vida de alguém?

Espero bem que não, mas se tiver, que tenha sido para melhor.

16. A última pessoa que te mandou mensagem consegue fazer-te sorrir?

Quem? A Optimus? Não… lol

17. Existe algum rapaz que tenha feito a diferença na tua vida?

Quantos…

18. Quando foi a última vez que choraste?

Não me lembro, não sou muito chorão.

19. Este último fim de semana, foi bom?

Nah, foi normal.

20. Já alguma vez lambeste a parte de trás de um CD para tentar que funcionasse?

WTF? Quem é que fez isso? :o

21. Costumas andar nu pela casa?

LOOL MEDO

22. Onde queres viver quando fores mais velho?

Mais do que o lugar, interessa-me saber é com quem!

23. Andas atrás de alguém?

Ando atrás dos que estão à minha frente :D

24. Quem consegue fazer-te sentir melhor quando estás triste?

A minha gata.

25. De que cor são os teus olhos?

Castanhos.

26. Quem foi a última pessoa que te abraçou?

Não sei, costumo dar muitos abraços.

27. Estás a tentar não gostar de alguém, neste momento?

Não, se não gosto, não gosto. Não invento desculpas para não gostar de alguém.

28. Os teus erros passados fizeram de ti quem és?

Não posso dizer que me tornaram uma pessoa melhor mas fizeram-me quem sou hoje.

29. Odeias abraçar pessoas?

Odiar é uma palavra muito forte. E gosto muito de abraçar pessoas.

30. Olhas para fotos tuas quando eras mais pequeno e ris-te?

Não, não gosto de fotos nenhumas, nem minhas nem de ninguém.

31. O que tens na carteira?

Documentos?

32. Quantas pessoas da tua lista de amigos conheces na vida real?

A grande maioria.

33. Queres mudar de nome?

Pelo que tenho visto não me posso queixar do meu…

34. A que horas acordaste hoje?

Ainda não fui dormir...

35. Mal podes esperar para…?

Ser Rei? Tipo o Simba… lol

36. O que te está a causar nervos, neste momento?

Muita coisa, want a list?

37. Porque começaste este questionário?

No social life.

38. Qual é o teu nome completo?

É o que vem no cartão de cidadão J

39. Qual a primeira letra do alfabeto da última pessoa que beijaste:

Nossa que biolència de pergunta..

40. Consideras os teus pais rigídos?

Nalgumas coisas sim.

41. Qual foi a última coisa que usaste de cor preta?

Uma camisola. Grande parte da minha roupa é preta.

42. Já beijaste alguém cujo nome começasse com a letra ?

Não.. lol

43. O que estava a acontecer neste momento, há um ano atrás?

Nem me lembro do que jantei ontem…

44. Qual foi a última coisa que tiveste na boca?

Ahah adorei… comida ;)

45. Sentes-te completo quando estás com a pessoa de quem gostas?

Nah, não sou meio homem.

46. Achas que aguentarias uma relação por três meses?

Já aguentei, qual é o meu prémio?

47. Se te dissessem que eras um playboy, o que responderias?

Tenho a fama, o proveito nem vê-lo.

48. Se a última pessoa com quem trocaste mensagens dissesse que tinha sentimentos por ti o que dirias?

Optimus, you’re crazy…

49. Quem era a primeira pessoa a quem ligarias se precisasses de ajuda?

112?

50. Choraste recentemente?

Não, não sou muito chorão.

51. Acharias estranho alguém lavar os dentes no banho?

Já vi manias bem piores…

52. Estarás numa relação daqui a um mês?

Estarei vivo daqui a um mês? Nobody knows…

53. Tens algo para o dia de s.valentim?

Não, nem companhia… lol

54. Aproximaste-te recentemente de alguém?

Não… fisicamente não…

55. Já gostaste de alguém mais velho do que tu?

CLARO! Quanto mais velho, melhor.

56. Acaba a frase: a última pessoa que beijei…

… cagou para mim como eu lhe caguei.

57. A última pessoa que abraçaste, é mais alta que tu?

Nah…

58. Tens saudades de alguém?

Sim L

59. De quem é a tua última mensagem?

Optimus, chatos do caraças.

60. Costumas apaixonar-te por playboys?

Não, gosto de pessoas integras.

61. Sentes alguma coisa por alguém?

Sinto muita coisa por muita gente e nem todas são boas…

62. Gostas de andar de mãos dadas?

Não, acho piroso.

63. Tens alguém do sexo oposto a quem posas contar tudo?

Tenho, graças a Deus.

64. Queres estar solteiro?

Não me quero casar, mas se com solteiro significa estar sozinho, não, não quero.

65. O que estás a ouvir agora?

Estava a ouvir o novo álbum de Corvus Corax mas estava a ser tão mau que parei.

66. Gostarias que alguém aparecesse agora mesmo à tua porta?

Oh se gostava… Só não digo é quem…

67. Onde estavas ontem ao meio-dia?

Em casa.

68. A última pessoa com quem andaste de mãos dadas significa algo para ti?

Minha irmã, tipo… duh

69. De quem era a última cama onde estiveste?

Monetariamente é dos meus pais, mas na realidade é minha… lol

70. Odeias o último rapaz, excepto de família, com quem conversaste?

Não, não odeio ninguém…

71. Quem foi a última pessoa que usou as tuas roupas?

EU! THEY’RE MY PRECIOUS!

72. Já alguém do sexo oposto disse que te amava?

Não… Ainda bem, acho isso muito falso para ser dito materialmente.

73. O teu telemóvel está a tocar. É a pessoa por quem tiveste a tua maior paixão. O que dizes?

Estou?

74. Qual foi a última coisa que bebeste?

Xarope…

75. Já alguma vez foste convidado para namorar, por alguém que não quisesses?

Já… Shit happens and life goes on…

76. Arrependes-te de algo que tenhas feito no dia antes de ontem?

Lool, opá não sei, provavelmente sim.

77. Está alguém no teu pensamento agora?

Tenho sempre alguém em quem pensar.

78. Estás a ouvir música, neste momento?

Agora agora não…

79. O que pensaste do teu último beijo?

Nada, foi um beijo…

80. Já partiste o coração a alguém?

Acho que sim, as minhas desculpas.

81. Quando vais dar o teu próximo beijo?

Nobody knows…

82. O teu último beijo ocorreu numa cama?

Perto…

83. Há alguém com quem gostasses de ter um relacionamento?

Há pois :p

84. São as raparigas todas mentirosas e traidoras?

Há de tudo…

85. Ficarias surpreendido se o teu namorado/a te telefonasse ou mandasse mensagem esta noite?

Não tenho :/ bah

86. Dormiste sozinho a noite passada?

Sim L

87. Comerias um insescto por 1 milhão de euros?

Ai, agora fico na dúvida…

88. Quando foi a última vez que te riste a sério?

Ontem…

89. Existe alguém que não te importavas de beijar, agora mesmo?

Sim J

90. Consideras o acto de fumar desagradável?

Quando é para cima de mim, sim.

91. A última pessoa que beijaste vem contra ti na escola. O que fazes?

Desvio o olhar, keep goin’.

92. Cometeste um erro, na semana passada?

Mais do que um provavelmente.

93. Viverias o dia de ontem para sempre?

Não, que pasmaceira.

94. Tens alguma garrafa de álcool aberta e escondida em algum local no teu quarto?

Não… Se tivesse já tinha sido toda bebida.

95. Relembra Setembro, estavas numa relação?

Não…

96. O que estás a ouvir neste preciso momento?

Nada.

97. Já alguma vez mandaste uma mensagem à pessoa errada?

Já, a pessoa foi educada e disse que era engano.

98. Preferias ficar acordado durante 3 dias ou dormir durante 3 dias?

Primeira opção J

99. O que diz a tua 10ª mensagem recebida?

No one needs to know…

Já Alguma vez tiveste uma discussão realmente séria com amigos?

Já, e muitas.

sábado, 26 de novembro de 2011

Ainda Sobre O Caso Carlos Martins

Só há alguns dias fiquei a saber de toda a curiosidade gerada à volta do problema do filho do jogador e da mobilização popular que daí resultou. Televisão, jornais, redes sociais, acabei por ver o caso em todos eles de um dia para o outro. Acho legitimo um pai querer ajudar um filho e, se o pai é famoso e tem possibilidade de usar todos os meios (sendo que muitos deles não podem ser usados pelas "pessoas normais" ) que o faça pois é para o bem do filho. Algumas pessoas que leram as minhas palavras divulgadas nas redes sociais tomaram-nas como uma crítica ao facto de o jogador estar a ser ajudado ao invés de outras pessoas com o mesmo problema. Não é aí que a meu ver reside o problema. O problema reside sobretudo na mente oportunista, interesseira e incoerente de muitas pessoas que agora se julgam uma espécie de messias que têm de passar a palavra. Não vejo nada contra, mas acima de tudo as pessoas deviam prezar pela COERÊNCIA:

"Vamos todos ajudar o Gustavo" dizem elas. Esquecem-se de acrescentar: "Vamos todos ajudar o Gustavo... porque ele é filho do jogador x" .

Claro que ninguém irá dizer "Ah eu não vou ajudar só por ser o filho do jogador x" mas aposto a minha mão direita (sou esquerdino, posso escrever na mesma) que a maioria das pessoas se tivesse o vizinho a precisar de um dador não levantava o seu realíssimo do sofá para ir ao hospital enquanto que por um desconhecido famoso lá vão elas fazer uma mobilização.

"Ah não podes pensar assim, pensa que mesmo que não sirva para o filho dele pode servir para outras pessoas..." Não contesto, mas não é isso que me incomoda. O que incomoda é ver algumas almas a tentarem recrutar pessoal para o hospital quando elas próprias depois de lá meterem os pés, nunca mais lá vão. Poucas serão as que o irão fazer posteriormente. Sim, ajuda-se uma criança,. não é uma causa totalmente perdida. Mas incomoda-me.
Incomoda-me esta falsa solidariedade, este cínico sentido de cidadania.

Há algum tempo Cavaco Silva disse: "Eu sou mais honesto..." e logo vi num blogue um comentário pertinente: As pessoas não são mais ou menos honestas. ou se é honesto ou não se é.
Ser-se solidário é como ser-se honesto. As pessoas solidárias não o são só com o filho do jogador da bola que apareceu na televisão. As pessoas solidárias não precisam de fazer dos seus actos um Big Brother. Nestas alturas sinto-me feliz por ser uma pessoa de merda em certos aspectos. Merdoso, mas coerente.

"Cavaleiro Monge" - Fernando Pessoa

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por casas, por prados,
Por quinta e por fonte,
Caminhais aliados.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por penhascos pretos,
Atrás e defronte,
Caminhais secretos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por plainos desertos
Sem ter horizontes,
Caminhais libertos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por ínvios caminhos,
Por rios sem ponte,
Caminhais sozinhos.

Do vale à montanha,
Da montanha ao monte,
Cavalo de sombra,
Cavaleiro monge,
Por quanto é sem fim,
Sem ninguém que o conte,
Caminhais em mim.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Novos Samplers De Imaginaerum


Gosto de orquestrações e coros (e parece que aqui temos de sobra) mas falta alguma diversidade a meu ver, não existe aquela música como "Master Passion Greed" ou "Meadows Of Heaven" que marcavam pela diferença...
Estou a roer-me todo para ouvir "Arabesque" na integra.
" The Crow, The Owl And The Dove" vazou há um ou dois dias e foi uma desilusão. Instrumental bem trabalhado agora a letra, para esquecer. Fez-me lembrar o novo álbum dos EPICA que tem um instrumental muito bom e umas letras de caixão à cova. É uma pena por que uma coisa que eu acho diferente (para melhor) em Nightwish são mesmo as letras, e para já estas duas músicas completas que saíram são de uma certa banalidade no que toca às ditas letras.
Bem, a cópia já está encomendada, já não posso fazer mais.

Quote



"Algumas pessoas fingem a sua morte. Eu finjo a minha vida."

"Sleeping Beauty" (2011)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Das Questões E De Deus

Quando uma pessoa deixa de perguntar a Deus o porquê das coisas acontecerem só existem duas razões: ou descobriram o porquê ou deixaram de acreditar em Deus.
Eu já não sei em de que lado estou.

Para Agarrar Alguém

Quando uma mulher quer agarrar um homem diz que está grávida.
Quando um homem quer agarrar uma mulher, compra-lhe o que ela quiser.
Quando eu quero agarrar alguém, simplesmente não faço nada, por algumas ideias que tenha...
É chato ser-se sempre a pastilha elástica que se agarra aos sapatos das pessoas.

Kelly Clarkson - Live From The Troubadour 10/19/11 [Video]

terça-feira, 22 de novembro de 2011

L'Âme Immortelle Anunciam Novo Disco


Sim, esta é uma excelente notícia para os fãs da banda. Após três anos sem nenhum lançamento, fazendo com que muitos fãs acreditassem que o projeto tivesse chegado ao fim, é anunciada a volta do grupo e um novo disco.

Segundo a banda, este tempo em que passaram sem lançar nada foi trabalhando no novo disco “Momente”, a ser lançado em 27 de janeiro de 2012, sendo, segundo eles, o disco mais pessoal de todos da sua carreira.


O disco está disponível para pré-venda em duas edições, uma normal, com um cd e outra especial, digipack, numerada por Sonja Kraushofer e Thomas Rainer, sendo limitada a 2000 cópias apenas. Além destas temos uma edição de colecionador, que contém também uma camiseta exlusiva, além dos mesmos itens da edição especial, sendo ainda mais limitada.

1. L’Étang Mälo
2. No Goodbye
3. Absolution
4. Wie Tränen Im Regen
5. Empty
6. Demon Be Gone
7. The Heart
8. Banish
9. Why Can’t I Make You Feel
10. Dort Draußen
11. Hold Me

http://groundcast.com.br/news/lame-immortelle-anuncia-volta-e-novo-disco/

Orgasmos múltiplos.

Adele - Turning Tables [Video]


Volto a partilhar um video desta música que é simplesmente perfeita *_*

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Quote


‎"To have memories of those you have loved and lost is perhaps harder than to have no memories at all." ("Van Helsing" 2004)

Dormir Descansado

Quando na brincadeira dizemos à minha mãe que ela dorme que nem uma pedra, ela responde:
"Não tenho nada a pesar-me na cabeça, por que haveria de não dormir?"

Nestes últimos dias tenho acordado às seis da manhã (até mesmo às quatro e cinco, não pregando olho depois disso) e hoje, curiosamente acordei e eram dez e meia da manhã.
Por que não conseguia eu dormir? Sim, tinha algo a pesar-me na cabeça.
A consciência de saber que ainda continua a existir o interesse que existia antes, a consciência de que as pessoas não mudam só por que nós assim pensámos que acontece, tudo isso ajudou a que finalmente conseguisse dormir descansado.
É curioso quando aqueles que nos ajudam a dormir são precisamente os que nos tiram o sono à noite.

domingo, 20 de novembro de 2011

Beyoncé - I Was Here [Video]


Quero dizer que vivi cada dia até morrer
E sei que signifiquei alguma coisa na vida de alguém
Os corações que toquei serão a prova que deixo
De que marquei a diferença e este mundo irá vê-lo.

"A Noite Do Cemitério" - António Feliciano De Castilho

Un cemetière aux champs !
Quel tableau | quel trèsor !
(LERGOUVÊ. La Mélancolie)

Neste lugar solitário
Que faz mais saudosa a noite,
Quero que ao mundo fugido
O meu coração se acoite.
Enquanto o silêncio umbroso
Envolve o meu hemisfério,
Venho sentar-me sozinho
Da morte no ermo império.
…………………………..
A noite reina; já tudo
Dorme na próxima aldeia;
A imensidade do espaço
Se aclara co..a lua cheia.
……………………………
Já na terra se descrevem
Os vastos, fendidos muros;
Já pelo chão se retractam
Longos ciprestes escuros.
Enquanto aos ciprestes esguios troncos
Altos espectros se abraçam,
Ou com mil formas terríveis
Ante mim calados passam,
Enquanto larvas aéreas
Ao luar sentar-se vão,
Além, de escalvados crânios
Sobre terrível montão;
Nestas ervas recostado,
Neste deserto profundo,
Conversei c..os finados,
Filhos outrora do Mundo.
Aqui onde há pouco a terra
Parece que foi volvida,
Que humano dorme? Que humano
Saiu há pouco da vida?
Em nome dos céus responde;
Abre a terra; a pouco e pouco
Se levanta; a voz desprende
Do peito gelado e rouco.
Quem és? Não temo; declara:
Avança, tudo aqui dorme.
Olha em torno tudo é noite;
Avança fantasma enorme.
Vem-te assentar ao meu lado,
Aumenta-me o meu terror;
De tuas compridas roupas
Que importa o medonho alvor?
Nem teu olhar agoireiro?
Nem teus vagarosos pés?
Nem tuas mãos descarnadas?
Nem tua palidez?
Mas que som se escuta ao longe!
Os galos cantam na aldeia,
Os galos? Vai pois a noite
Apenas correndo em meia.
……………………………….
Porque pois de mim te afastas,
Fantasma? Porque te esvais?
Deixou-me; somente escuto
Ao longe seus frouxos ais.
Tornou-se ao perpétuo leito,
Dorme no seio do nada,
Ante meus pés, nesta terra
Recentemente cavada.
Mas quem é?... Não, não me engano:
A última que aqui veio,
Foi tenra, inocente virgem,
Trança escura e branco seio.
Por pouco que a minha dextra
Este terreno escavasse,
Daria co..as mãos unidas
Tocaria a fria face.
Outrora Ninfa entre os homens,
Outrora os passos movia,
Era das festas a glória,
Dançava, cantava e ria.
De amores lisonjeiros
Vivia sempre cercada,
Com descantes amorosos
Era à noite acalentada.
Agora dorme esquecida,
Agora, já não é bela,
Ninguém celebra o seu nome,
Ninguém suspira por ela.
……………………………….
Tudo o que é belo entre os homens,
Aqui recebe a impressão
De afectos tristes, mas doces,
Bem doces ao coração.
Tudo o que é belo entre os homens
Aqui é belo, mas triste;
Todo o prazer neste sítio
Todo em lágrimas consiste.

……………………………….

A Pergunta Que Se Impõe É:

Florence + The Machine - No Light, No Light [Video]


O álbum está cheio de coros * _ *

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Selena Gomez & The Scene - Hit The Lights [Video] For Real eheh


Há casos em que nem o autotune salva a situação. Este é um deles. Se era para provar que a menina não canta nada, parabéns, conseguiram.

Esta-se Velho Quando:

... não se fica feliz por não ter aulas. Duas semanas sem Teoria da Literatura.
O meu lado infantil: ufa!
O meu lado adulto: Estou f`dido, a matéria vai sair de qualquer forma...

Tarja Turunen & Harus - Walking In The Air [Video]


Resumo: a Tarja vai cantar uma porra de canções que já cantou uma porra de vezes, que já toda a gente ouviu, que já toda a gente conhece, de uma forma que não é original.
Necessidade? Nenhuma.
Interesse do projecto? Tem a Tarja, e os fanáticos vão trucidar quem disser mal dela ou do seu projecto de xaxa.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Hoje na camioneta um rapazinho perguntou-me:
- Desculpe pode tocar à campainha para eu sair?

Minha reacção:

Tipo, não estou assim tão acabado.... geez


Momento Hilariante

A minha irmã: Eu quero ver o "Amanhecer"!
Eu: Levanta-te mais cedo e vai para a janela.

Pergunta retórica: A minha irmã será da team jacob ou da team edward?

Selena Gomez & The Scene - Hit The Lights [Video]

Ahah apanhei-vos... Agora a sério, se os vídeos não estão disponíveis em Portugal podiam parar de os sugerir nas páginas das pessoas... fdx

Anneke van Giersbergen - Feel Alive [Video]


Não sou grande fã da senhora, mas gostei da música.

Rebecca Black - Person Of Interest [Video]


A Rebacca Black é como os zombies, quando pensámos que ela já morreu, ela aparece só para meter nojo. Esta música é igualmente nojenta e a tentativa de ela passar o vídeo todo a rir-se causa-me náuseas.

Melanie C - Let There Be Love [Video]


Novo single lançado somente em alguns países. Fiquei decepcionado com a escolha dos singles deste álbum, foram escolhidas as músicas mais banais e menos representativas. Mas o vídeo está melhor que o anterior single embora não seja nada do outro mundo.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Das Frases Feitas

Existem aquelas frases/expressões/citações feitas que parece que conhecemos desde sempre mas a que nunca atribuímos um sentido específico.

"Forever shall the wolf in me desire the sheep in you." - "Beauty & The Beast" Nightwish

Que eu possa ser sempre, um pouco mais valente, um pouco menos cobarde para poder desejar sempre com a força do lobo, aquela pessoa que para mim sempre foi dócil como uma ovelha

Il Divo - Falling Slow [Música]

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Das Mentiras

Costuma dizer-se que a pior coisa a acontecer àqueles que mentem muito é que, de tanto mentirem acabam por acreditar nas mentiras que contam.
Em alguns momentos da vida eu minto, ou melhor dizendo, omito a verdade. Não gosto de pensar muito no termo "mentir" talvez por ser aquilo que eu realmente faço e não me sentir bem com isso.
E minto por quê? Para tornar a vida mais fácil, ou pelo menos assim o julgo. Por que eu não tiro mentiras da cartola à última da hora, consigo ser ainda mais desprezível e passar meses e meses a pensar numa mentira para contar na altura certa.
O mais engraçado é que nunca penso que as pessoas que irão ouvir poderiam aceitar bem a verdade. Mas com medo de saber o que fariam se a soubessem, conto a mentira.
E o pior é que escolho contar mentiras justamente nos assuntos em que desejo cimentar a minha vida.
É triste.

Nightwish - Imaginaerum Samplers

http://www.nightwishbrasil.com/portal/imaginaerum/856-samples-das-musicas-do-imaginaerum

Sou fã da Anette, mas "Arabesque" tem a minha total atenção neste momento.

Mais Compras


And more on the way... behold!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Das Constatações

No mais recente single de uma cantora que toda a gente conhece, ela diz uma coisa mais ou menos assim:

"sometimes u wish to have all the bad stuff back so you can have the good."

É verdade, ou pelo menos eu acho que é. Não importa o que sofremos sempre que as coisas acabam, não importa a quantidade de vezes que dizemos que as coisas não voltarão a acontecer, não importa a quantidade de vezes que dizemos que é a última vez que nos deixámos apanhar.
Quando as coisas acontecem, nós simplesmente deixámo-nos levar e quando nos apercebemos, a única coisa a dizer é:

"Já tinha saudades disto."

domingo, 13 de novembro de 2011