quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Mixer's Magnet


A girlsband Britânica Little Mix lançou há poucas horas o Mixer's Magnet, um projecto interessante e que eu tenha conhecimento, inovador. Os participantes têm de indicar o seu país e região [assim como como conheceram a banda] e os dez com  maior número de fãs até o dia 10 de Fevereiro irão competir para poderem ter as meninas a actuarem ao vivo no seu país.
Embora estas meninas sejam praticamente desconhecidas por terras lusas é sempre bom encontrar pessoas com os mesmos gostos musicais  do que nós né?

Para quem ainda não conhece, ficam aí os três singles retirados do álbum de estreia, "DNA":










Enganando O Povinho

Na procura de emprego encontram-se muitas coisas engraçadas. Como ainda não desisti da ideia de ir trabalhar para fora sigo um site que publica diversas oportunidades de emprego na capital Britânica. Ontem publicam o seguinte:

- Ofertas de emprego em todo o país 
- Horários flexíveis 
- Oportunidades de promoção 
- Sem experiência necessária 
- Posições limitadas disponíveis 
Visita -> http://goo.gl/Ej9qy

Comece a ganhar dinheiro até 1300 € de salário: 

Como não tinha nada a perder clico no link e para minha surpresa deparo-me com esta tristeza:


Ao ler do que se tratava nem sei se foi mais aquilo que ri do que aquilo que chorei. Ora, um suposto site de emprego publica anúncios em que podemos receber ofertas de trabalho nos nossos telemóveis pela módica quantia de hum... 4€ por semana? Sério?  Como se uma pessoa sem trabalho tivesse disponibilidade financeira para gastar essa quantia para receber meia dúzia de propostas de emprego das quais provavelmente só aproveitaria uma ou duas. Oh the humanity.... 


E já agora o site em questão é o Trabalho em Londes.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

One Pound Fish [Video]


A Aninhas já tinha falado desta pérola quando vos dei a conhecer o talento fantástico da India Malhoa mas ainda não tinha visto [e ouvisto] esta preciosidade como deve ser. E só tenho a dizer que estou com medo, com muito medo. Não pelo senhor ou pelo seu peixe mas sim pelo meu pai. É que se este homem que não canta um peido consegue ter sucesso se calhar o meu pai não está assim tão enganado quando diz que tem jeito para cantar e que poderia ser uma grande estrela se lhe dessem a oportunidade.
Vamos rezar para que tal não aconteça e para que este senhor venda o peixe todo e se cale para sempre. Amén.


José Castelo Branco E A Sem-Abrigo


Paneleirices à parte, este vídeo tem muito que se lhe diga.
Metade das pessoas que o vê critica o cinismo do Zé e fala do facto de ele não ser homem/mulher/o que quer que ele seja.
A outra metade tira-lhe o chapéu pelo discurso floreado mas muito acertado.

Eu faço parte do segundo grupo. Paneleirices à parte o Zé não é de levar desaforos para casa e disse àquela senhora o que muitos de nós deveríamos dizer quando somos interpelados na rua ou incomodados no conforto de nossas casas. É verdade que esta crise veio deixar muita gente na merda [passe-se a expressão] mas muitas das pessoas estão lá afundadas por vontade própria, por não terem cabeça. E mesmo depois de baterem no fundo continuam a  não ter cabeça alguma.

O Zé é uma pessoa fútil, uma persona, dos pés à cabeça. Mas nem ele tem a obrigação de alimentar este tipo de parasitas sociais só para ficar bem na fotografia.  

Ellie Goulding - Explosions [Video]


Os vídeos para promover "Halcyon" são a tristeza das tristezas. Este tipo de montagens de imagens de tour/concertos são da coisa mais rasca que pode ser feita para se promover um álbum. Graças a Deus que musicalmente falando a história é outra.

Assuntos Capilares


Para as mulheres cortar o cabelo é um assunto que merece honras de estado. Para os homens é uma coisa como outra qualquer. Para mim [incluindo-me no conjunto de pessoas que possuem uma pila e consequentemente um homem] é dizer "adeus" a uma grande parte de mim pois com o tamanho da minha cabeça e a quantidade de vezes que corto o dito cujo durante o ano, quando dou por mim estou com uma espécie de ninho de ratos ou andorinhas com alguns animais a viver lá dentro. E não irei falar da quantidade de caspa que me acompanha durante todo o ano, fazendo dos 365/6 dias que o compõem  um verdadeiro hino à época natalícia.


É triste dizer-se adeus a uma grande parte de nós que podemos abanar como se não houvesse amanhã ficando com a ideia de que somos uns grandes malucos. A única pessoa que ficará contente com a minha ida ao cabeleireiro é a minha cabeleireira que fica 6€ mais rica [coitada da mulher se esperasse por mim para ficar rica bem que morria à fome] e a minha mãe que mal me vê de cabelo cortado me diz: "ah assim já não pareces um bixo" o que faz aumentar consideravelmente a minha auto-estima.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Fecho De Salas Da Castello-Lopes

A exibidora Socorama Castello-Lopes vai encerrar até quinta-feira 49 das suas 106 salas de cinema, levando ao despedimento de 75 trabalhadores, disse na terça-feira à agência Lusa um dos responsáveis da empresa. Desses 49 ecrãs, todos integrados em centros comerciais da Sonae Sierra, oito representam a inexistência de exibição cinematográfica no arquipélago dos Açores (quatro salas) e no distrito de Viana do Castelo (quatro salas), ficando também Covilhã, Loures, São João da Madeira, Guia e Seixal sem cinemas (32 salas). A Sonae Sierra, em comunicado, diz estar a analisar "opções de exploração destes espaços" na expectativa de que reabram "a curto prazo".


Podem ler mais AQUI

Com a crise, uma ida ao cinema é mais do que nunca um luxo, por que não é só o bilhete, são as pipocas, a bebida, todo um dia de trabalho que se pode perder ali. 
No entanto é triste a quantidade de localidades que irá ficar sem poder ver um filme numa sala de cinema. E é ainda mais triste quando em outros sítios continuam a existir várias salas no espaço de poucos quilómetros. Quando fui a Aveiro, segundo percebi existiam duas salas de cinema extremamente perto umas das outras. Na cidade do Porto [e redondezas] praticamente todos os grandes centros comerciais possuem cinemas e pelos vistos nenhum deles irá fechar.
Só mesmo neste país.

Orientação Sexual & Religião

Não estámos perante uma situação paradoxal quando um homossexual se assume enquanto Cristão quando a ideologia Cristã muitas das vezes condena a homossexualidade e a assume enquanto um pecado e aos seus "praticantes" como pecadores?
Como pode um/a homossexual ser crente numa fé que condena a sua própria existência e a assume como um pecado constante praticado consciente e voluntariamente?
E será essa directriz pecaminosa pregada pela Igreja que vem de trás ou pela empresa a que hoje em dia chamámos pelo mesmo nome que nada mais não faz do que apontar o dedo às falhas humanas não lhes dando qualquer tipo de salvação?

Criação De Filhos

Os filhos dos outros sabem fazer tudo. São auto-didactas que acordaram num belo dia de Primavera com os passarinhos a cantar, se dirigiram para a cozinha e fizeram umas panquecas, uns ovos mexidos e outras coisas boas que se vêem nos pequenos-almoços das novelas que inundam as nossas televisões.
Os filhos dos outros sabem fazer toda e qualquer tarefa doméstica. Foram presenteados com o toque da fada-do-lar quando ainda estavam no berço e "voilá!" tornaram-se eles próprios em pequenas fadas do lar.

Os filhos dos outros não têem pais que nada lhes ensinam mas que esperam que saibam fazer tudo. Os pais dos filhos dos outros não se queixam da inutilidade dos filhos que criaram nem repetem a receita outra vez [por que como diria o outro "em equipa vencedora não se mexe"].

Os meus dons de vidência gentilmente cedidos pela tia Maya dizem-me que irei ouvir falar muito nos filhos dos outros nos próximos tempo. Não será é para a minha pessoa que a conversa será dirigida. Mas as palavras serão as mesmas. Por que os pais dos filhos dos outros é que sabem dar a educação.

Colton Dixon - Never Gone [Lyric Video]

Conversa De Chapéus




Em minha defesa digo que mal vi o homem com aquele chapéu me lembrei imediatamente do video da "Toxic".

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Sticks + Stones


"Too young to buy my own bottle of vodka
So i'd beg the driver please I need another
How funny that I was too young for so many things
Yet you thought i'd cope with being told i'm ugly
Over and over i'd read it believe it
Said no to the shrink I can fix me I think
I got friends in my head they've got me on the mend
I am pretty in my mirror, easy to pretend."

Por que se as pessoas soubessem o quanto magoam as palavras provavelmente usariam outra forma de o fazerem. Uma nódoa negra desaparece mas nunca me esqueço de um insulto, por mais verdadeiro que ele seja.

O Meu Registo Criminal

Parece que para se poder ingressar numa carreira diplomática é necessária a apresentação do registo criminal. 

Espero que ser-se feio não conte como crime senão estou pior do que um assassino em série.


domingo, 27 de janeiro de 2013

Open Days

Vi hoje nas notícias que se realizou mais um open day para uma companhia aérea, parece que agora virou moda fazerem isso. Só fui a um e deu para percber a ideia inerente a tudo aquilo. A quantidade de pessoas que lá aparece só serve para nos capacitarmos de que por muito que saibámos existem pessoas bem mais habilitadas do que nós sem trabalho o que já de si não é uma perspectiva muito animadora.
Depois dizem-nos que estão lá somente para entregar currículos ou seja a pessoa que somos, a nossa postura, numa primeira entrevista não nos serve de nada. É um interesse puramente numérico. E a avaliar pelo número de CV's que devem receber ao longo de um ou dois dias acredito veemente de que o estudo dos mesmos não é aprimorado. Lembra quase aquela teoria de atirar os testes dos alunos ao ar e os que calhassem em cima da cama eram positivos, os que caíssem ao chão, negativos.

Open Days são o início de uma jornada que pode muito bem não dar em nada visto que no final de todas as provas se realiza um teste no qual o chumbo equivale a uma passagem só de ida directamente para casa.

Velhos Tarados

E aqueles velhos que nem sabem disfarçar a sua taradice e para além de serem tarados e badalhocos conseguem ser muito... ah... tarados e badalhocos?


É por isso que não posso demorar muito para me juntar senão cheira-me que aos trinta irei estar pior do que muitos estão aos quarenta, a pensar com as cabeças de baixo que enfim, já nem sabem muito bem o que pensar, já se atiram a tudo o que se mexe. A sério, segurem as vossas calças, o resto do mundo agradece. Tenham alguma classe, não é pedir muito ou é? Se calhar é...

Sarah Brightman - Dreamchaser [Review]


Data de lançamento: 16 de Janeiro [Japão]
Género: Crossover*/Música Clássica
País: Reino Unido
Classificação: 

Tracklist [Versão Japonesa]:
01 Angel
02 One Day Like This
03 Glósóli
04 Lento E Largo
05 B612
06 Breathe Me
07 Ave Maria
08 Éperdu
09 A Song Of India
10 Venus And Mars
11 Kaze No Toorimichi [Faixa Bónus] 

*Para quem não conhece do que trata este estilo musical, uma pequena definição pode ser encontrada AQUI.


Quando se fala em cantores camaleónicos os primeiros nomes que surgem na cabeça das pessoas são muitas das vezes o de Madonna e David Bowie. Poucos irão reconhecer em Sarah Brightman a cantora camaleónica que deveras é, reinventando-se a cada novo álbum.
Lembro-me de em 2008 ver um spot do álbum "Symphny" com a música "Fleurs Du Mal" e desde então devorei todos os seus álbuns de originais. 

"Dreamchaser" é lançado quatro anos após "A Winter Symphony" e como seria de esperar marca uma mudança de estilo para com o seu predecessor. Sarah será a primeira cantora profissional a estar no espaço em 2015 quando irá visitar a Estação Espacial Internacional. Tal factor parece ter influenciado a sonoridade de "Dreamchaser" que se apresenta mais atmosférico e inconsistente do que os álbuns anteriores [e até mesmo a própria capa do álbum apela a essa referência], lembrando as colaborações da cantora com a banda alemã Gregorian e alguns temas lançados em "Symphnoy" como "Sanvean" ou "Schwere Traume". Exemplos disso são os singles lançados, "Angel", "One Day Like This" e faixas como "B612" ou "A Song For India".

No entanto, álbum de Sarah Brightman que se preze, tem também incursões pela música clássica "Ave Maria"; "Lento E Largo" e covers de temas já conhecidos: "Glósóli" [Sigur Rós]; "Breathe Me" [Sia Furler] ou "Venus And Mars" [Paul e Linda McCartney].

Mas mesmo usando todos os ingredientes dos seus anteriores álbuns "Dreamchaser" não os consegue conjugar de forma a criar um álbum sólido, sendo um conjunto de canções bastante insbustanciais. A voz de Sarah Brightman continua fantástica como sempre [opinião de um fã, há quem a considere uma voz banal e sobrevalorizada], existem passagens verdadeiramente soberbas [a secção de cordas de "Breathe Me" dos 2:30 aos 3:10 minutos ou "Venus And Mars"] no entanto a insbustancialidade é um factor reinante e fica a impressão de que desta vez, Sarah Brightman terá levado a experimentação um pouco longe de mais.

Este não é um álbum que aconselhe para aqueles que queiram conhecer o trabalho desta cantora, se for o caso ouçam antes "Fly" de 1996, "Eden" de 1998 ou o já referido "Symphony" lançado em 2008. "Dreamchaser" só vem provar mais uma vez a vertente camaleónica de Sarah e a conjugação que esta consegue fazer entre o mundo pop e clássico, tudo embalado pelo embrulho já muito conhecido de orquestrações sólidas e a sua voz única.


"Angel" lançado a 15 de Outubro do ano passado como single de avanço de "Dreamchaser".



Same Old, Same Old

Será só em minha casa que se contam as mesmas histórias às mesmas visitas de cada vez que se organizam jantares em família?  E será só em minha casa que as visitas se riem de todas as vezes que ouvem as mesmas histórias como se nunca as tivessem ouvido antes?
Falo a sério, nesta época de festas que passou no espaço de uma semana devo ter ouvido as mesmas histórias pelo menos duas vezes, histórias essas que já tinha ouvido no ano anterior, e no outro, e no outro...


sábado, 26 de janeiro de 2013

Coisas De Galinhas

Quando digo que mato galinhas não estou a falar de nenhum ritual satânico à meia noite no cemitério com velinhas perfumadas ambipur e azeite virgem extra. Eu seguro nas ditas e a minha mãe mete a faca. Para as pessoas mais sensíveis convém dizer que a relação que se estabelece com as galinhas é meramente profissional: nós damos-lhes de comer e elas depois são comidas. Não damos nomes às ditas cujas, são galinhas e pronto, o que torna as despedidas bem menos emotivas. Para não falar de que elas não são tão fofas quanto os coelhos.

Falar de matança de galinhas já é suficiente para deixar meio mundo enojado, mas a outra metade [a metade que as mata] decerto pensará como eu e irá concordar que a parte mais nojenta é tirar as porcarias que estão dentro das coitadas. Se vocês acham que a vossa vizinha da frente tem imensa gordura só numa nádega, então não imaginam a quantidade de gordura que uma galinha consegue ter dentro daquele corpinho pequenino. E ver aquilo a sair, não é bonito, garanto-vos.

Esta post foi só para vos incitar a matarem um membro da família dos galináceos se puderem. Façam isso, é giro.

Os Queridos E As Queridas

Em pleno século XXI ainda existem pessoas que pensam que ao chamarem-me "querido" quando começam uma conversa sem me conhecerem de lado nenhum estão a ser umas queridas. 



Minhas "queridas" e meus "queridos" lamento informar-vos, não estão. Não estámos no Brasil onde as confianças permitem esse tipo de tratamentos extra-azeite. Aqui, em Portugal, neste país, tal adjectivo usado para cumprimentar alguém é prova de azeiteirice. E não ajuda a cativar ninguém. 
Pelo menos a mim não me cativa nem um bocadinho, a pessoa que me chama "querido" sem me conhecer de lado nenhum vai logo para aquele caixotinho começado pela letra L.  Até por que eu não sou querido, eu sou um cabrão do caraças. Sou romântico mas sou um cabrão do caraças.

Não sabem o que chamar a uma pessoa? Nicknames, nomes, estão lá por alguma razão. Pelo que tenho visto nem estou mal servido no que toca ao meu nome, três letrinhas apenas, vá, Rui, não é difícil. Não sejam azeiteiros(as) e chamem-me Rui, não me importo. 

Como vêem lidei com este assunto com muita classe.


sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Blue - Roulette [Review]


Data de lançamento: 25 de Janeiro [Alemanha]
Género: Pop
Pais: Reino Unido
Classificação: 

Tracklist [Versão Standart]:
01 Hurt Lovers
02 Without You
03 Break My Heart
04 Ayo
05 Risk It All
06 Heart On My Sleeve
07 We’ve Got Tonight
08 Paradise
09 Black Box
10 Broken
11 Break You Down
12 All I Need
13 I Can

"Roulette" aparece dez anos após o último álbum de originais dos Blue ["Guilty" de 2003] e após uma participação no Festival da Eurovisão com o tema “I Can”. É inevitável comparar este regresso ao dos malogrados e incompletos BackstreetBoys no entanto os Blue [ou a sua editora] souberam adaptar-se melhor às tendências da actualidade. Dez anos volvidos o público dos Blue cresceu e amadureceu [provavelmente] portanto há que conquistar novas audiências e tentar relembrar que foram uma das bandas de referência no Reino Unido há alguns anos.

Este álbum é um hino ao electro-pop que se ouve nas rádios actualmente, destoando da sonoridade melodramática dos antigos álbuns da banda, no entanto é de louvar esta tentativa arriscada pois este é um bom álbum dentro do estilo. Os Blue são agora uma espécie de The Wanted [ou One Direction se assim quiserem] mais calejados e que provavelmente não irão ver a sua popularidade renascer graças a razões extra-musicais. 

Músicas como “Paradise”, “I Can” ou “We’ve Got Tonight” são mostras de que os Blue não estão tão fora da sua praia como possa parecer no entanto acredito que para muitos críticos este álbum  seja demasiado forçado e sem identidade. Opiniões, cada um tem a sua no entanto os Blue de 2013 parecem ser mais versáteis e interessantes do que aqueles que se separaram há dez anos atrás.


"I Can" foi o tema levada pelos Blue ao Festival da Eurovisão de 2011.



Primeira review de 2013!

Nicole Scherzinger - Boomerang [Video]



E pensar que esta senhora já cantou "The Phantom Of The Opera" ao vivo... tsc tsc


Momento Hilariante

Pai: "Vou ver as galinhas a ver se está tudo em ordem."
Eu: "Pai, aquilo nunca vai estar em ordem, é um galinheiro."



Começar Bem O Dia

É saber que não ganhei nem uma das cinco bandas sonoras de "Os Miseráveis" a que concorri pela MagazineHD.


e perceber que estão a sortear uma quinzena delas pela Universal.


Senhores da Universal, Vielen dank!

Uma mensagem positiva deste blogger que sempre vos disse que quando se fecha uma porta se abre uma janela!

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Revelações Ao Jantar

[Conversando sobre a liberdade que os pais dão aos filhos hoje em dia e dos namoros em tenra idade]

Pai [para a minha mãe]: "A tua filha ainda não está na idade mas quando lá chegar e se for preciso eu não a deixo sair. O teu filho nunca foi muito de sair de casa mas se agora ele me começasse a sair muito de casa um dia eu fingia que estava a dormir e quando ele saísse eu ia atrás dele."


Estou tão fodido.

Mais tarde [sobre um relacionamento turbulento de uma das minhas tias paternas]:

Pai: "A minha mãe chegou a uma altura que nem saía da cama, ficava lá e só berrava, berrava, era dos nervos."
Eu [para a minha mãe, depois de o meu pai se ir embora]: "Bem, acho que já sabemos quais vão ser os próximos capítulos da novela cá de casa!"


Quando Aparecem As Ideias?

Toda a gente diz que resolve a sua vida no duche. Inveja, eu não consigo pensar muito quando estou a levar com água no focinho, bloqueia-me os neurónios. Eu costumo resolver a minha vida quando desligo o computador e vou dormir. Lembro-me daquele assunto super interessante, daquela coisa que deveria ter procurado e não procurei, de uma resolução que tem de ser tomada no dia seguinte etc. Já pensei inclusive em colocar uma caneta e um bloco na mesinha de cabeceira não se vá dar a perda de uma ideia brilhante que poderia muito bem mudar o mundo, nem que fosse por uns míseros cinco minutos, esses minutos em que a ideia parece brilhante antes de eu pensar muito nela.

Homens Mulher

Não sei se tenho uma ideia de virilidade e masculinidade obsoleta ou se este mundo está mesmo perdido.
Antigamente os Portugueses eram conhecidos pelo famoso bigode, coisa mais azeiteira que poderia ser colocada na cara de um individuo a par dos óculos fundinho de garrafa de champanhe mas ainda era um mostra do que era ser-se um homem na altura. 
Actualmente há homens que parecem mulheres [e não, não estou a falar nos desejos sexuais] no que toca à aparência. Não compreendo, não compreendo como há neste mundo homens que parecem mulheres fisicamente falando... Eu que sou uma pessoa de mente aberta [não poderia ser de outra forma, e é só a mente que está aberta diga-se de passagem, para evitar outras bocas foleiras] não consigo reter um esgar de nojo quando vejo tais "criaturas". Talvez seja  nova moda e eu não tenha percebido. Sou um fora de moda mesmo.

Lady Antebellum - Downtown [Lyric Video]

Carrie Underwood - Two Black Cadillacs [Video]

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Carinho & Nojo

Não gosto de catalogar as pessoas, é feio e impessoal. Mas essa selecção é feia mentalmente no final de cada dia e separa as pessoas que conheci em duas categorias: aquelas que me transmitiram carinho e as que me transmitiram nojo.
A transmissão do chamado "carinho" pode não se dar no "aqui e agora", dá-se mais tarde, num sorriso ou numa lembrança do que se disse ou do que ficou por dizer. E numa vontade de repetir tudo, nem que se diga novamente tudo aquilo que já se sabe.
O "nojo" sucede a um sentimento de prazer extremo que chega a durar horas, bem maior do que o sentimento anterior quando experimentado num igual período de tempo. No entanto quando acaba não deixa boas recordações, só aquele nojo de se saber que se gastou tempo a fazer as coisas erradas com as pessoas erradas. E que se sabia disso desde o começo.
Há quatro anos fiz uma promessa a uma pessoa numa estação de comboios. Disse que não iria viver a minha vida da maneira errada só por que era essa a opção da maioria. E tenho tentado manter-me fiel ao máximo à promessa que fiz. Por que eu sei que esse tipo de pessoas por muito boas que sejam nunca irão acrescentar nada à minha vida senão nojo, e disso eu já tenho de sobra.

Dúvidas Existenciais


O que pensaram as primeiras gajas que tiraram fotos a fazer duck face?
O que pensaram as primeiras gajas que tiraram fotos no wc em frente ao espelho?

Devem ter sido dois momentos tão grandiosos como foram a descoberta do fogo e da roda.

The Most Popular Girls In School [Video]



Blogue E Trabalho

Quando uma pessoa estuda não é aconselhável divulgar-se o blogue pessoal aos quatro ventos pois as pessoas podem ficar com uma ideia errada a nosso respeito.
Quando nos candidatámos a um emprego, seja ele qual for, também não é aconselhável partilharmos as nossas baboseiras com o patrão, é pouco profissional.
No entanto existem cargos para os quais até nos é pedida uma prova da nossa criatividade a nível da escrita para a qual o blogue poderia muito bem servir de exemplo. No entanto temos perfeita consciência de que um blogue não representa a totalidade de uma pessoa, por muito que aí se escreva.
Parece complicado para muitas pessoas compreenderem que se pode ser extremamente infantil em certos campos da vida enquanto que em todos os outros é possível mostrar-se a mesma dose de profissionalismo sem ter de misturar as coisas.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

A Diferença De Idades Nas Relações


Ok, que eu gosto de pessoas mais velhas não é novidade nenhuma. Mas volta e meia acontecem cenas como esta que me dão vontade de enfiar dois dedos pela goela abaixo para deitar para fora qualquer coisa que lá esteja.



F: "Eu estou com 47 anos e desde que era uma criança -lá pelos anos 70-[...]"
Eu: "Ao olhar para a data assustei-me, meu Deus que diferença, eu era criança há uns 10 anos atrás..."
F: "Eu te disse que devo ser até mais velho do que teus pais."
Eu: "Nao F, nao és... eu sei a idade dos meus pais."
F:  "É por isso que eu digo que tu és uma criança para mim."

Uma das coisas mais [vá, não resisto, tenho de usar este adjectivo não muito simpático] nojentas é pensar que na maioria das vezes as pessoas que quero a meu lado poderiam muito bem terem-me dado à luz num passado distante. Passa-se sempre por cima disso por que existe algo que interessa mais do que isso [sim, já estão a ver o que é]. Mas meter os meus pais ao barulho, é tipo, gota de água.


Por que a diferença de idades é de somente cinco anos ou seja, uma coisa mínima e que me fez ter vontade de virar o barco meia dúzia de vezes ontem. É que existem pessoas bem conservadas e outras não tão conservadas assim e esqueço-me sempre disso.

A Moda Dos Estágios Profissionais

Aquando a minha ida ao Centro de Emprego passei também pelo GIP cá da terrinha. Sim, a minha terra é um fim do mundo pegado mas tem um GIP, no qual me indicaram um site que eu desconhecia dedicado exclusivamente a trabalhos na área da comunicação, Carga de Trabalhos. Visito-o todos os dias religiosamente desde então e já pude verificar que nesta área também existe aquele tipo de empregos cancerosos que não interessam a ninguém, que respondem pelo nome de "estágios curriculares". Corrijam-me se estiver enganado mas do pouco que li nos anúncios a pedirem estagiários esta é uma forma muito pomposa de se dizer: "trabalhas de borla, pagamos-te os transportes e a alimentação [com sorte] e pode ser que num futuro próximo integres a nossa empresa [se tiveres ainda mais sorte]."
Quando estive no secundário tive de realizar estágios curriculares durante os três anos e era também uma grande mentira que nos pregavam logo ao início, a possibilidade de podermos ficar a trabalhar nas empresas onde realizávamos o estágio. Não digo que não acontecesse mas se aconteceu foi com uma minoria muito muito pequena.
É triste por que já vi diversos anúncios interessantes os quais paro imediatamente de ler mal vejo o cargo que pretendem preencher.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Uma Palavra Sobre Os Ciclistas

Nos últimos dias pelo pouco que vejo de tv e do que tenho lido nos jornais voltou a incendiar-se o tópico da morte de ciclistas nas estradas portuguesas. Este assunto vem encetar mais uma vez aquela discussão sobre  o facto de a estrada não ser exclusiva dos veículos automóveis e da falta de respeito que estes têm perante os ciclistas.  Cada caso é um caso, mas mais uma vez vou contra a maré denunciando a má conduta dos ciclistas que frequentam a estrada nacional que atravessa a minha localidade. Faço-o por que como já aqui disse acredito que para que uma pessoa seja respeitada, primeiro tem de se dar ao respeito e pelo menos pelo que vejo onde vivo, isso não acontece.
Vivo numa localidade atravessada por uma estrada nacional repleta de curvas e contra curvas, estrada essa sem qualquer via alternativa, utilizada por diversos veículos pesados de transporte de mercadorias, passageiros e materiais. Em alguns pontos as fragas montanhosas elevam-se metros e metros acima das nossas cabeças ameaçando cair com as fortes chuvadas que se têm feito sentir nos últimos dias [de facto ainda ontem caíram algumas pedras à estrada num determinado ponto]. Tais condições colocariam tal trajecto como um perigo para os ciclistas amadores das muitas aldeias das redondezas, mas para eles está tudo bem. Com uma única via para cada sentido os ciclistas querem ser respeitados quando se colocam lado a lado, por vezes três ou quatro, sem darem espaço a uma ultrapassagem que se quer segura. Ao invés de escolherem horários de menos fluxo automóvel escolhem as horas de ponta ou as horas do fim de semana em que mais carros se encontram em circulação para porem as suas bicicletas na estrada. Importante ressalvar que neste meio provavelmente ninguém se desloca para o seu local de trabalho de bicicleta, qualquer ciclista que se encontre por aqui é-lo unicamente por prazer e não um ciclista mandatório.
Há meia dúzia de anos criou-se um passeio fluvial de vários quilómetros à margem do Douro que poderiam utilizar para pedalarem mas isso levaria a terem de se deslocar de carro até lá e como é trabalhoso não o fazem. 
Lembro-me de ler que na França nenhuma estrada é feita sem contemplar uma via para ciclistas mas por terras lusas isso ainda não é uma realidade. Talvez por que nenhuma das duas partes é socialmente correcta para com a "adversária" . No entanto seria deveras um começo se muitos dos ciclistas deixassem de fazer dos outros utilizadores da via pública os "maus da fita" os bodas espiatórios da falta de civismo e repensassem as suas próprias atitudes quando saem com as suas bicicletas para a rua.

Confissões Racistas

Aquando a minha tentativa de leccionar no estrangeiro contactei o meu antigo director de curso, o mui grande José Carlos Miranda [let's workship him]:


[Senhor José, you rule, e agora falo a sério, este Senhor é topo]

que me informou acerca de uma selecção de Professores de Português para [adivinhem só] Timor.


Esta foi a minha reacção imediata a tal proposta, logo na hora. Hoje diz-me a senhora minha minha mãe que se eu não arranjar trabalho tem mesmo ser.
Acho que a senhora não percebeu bem a aversão que eu tenho a pessoas de tal etnia [vá, uma palavra menos má] nem vocês provavelmente mas passo a explicar-me para não ser mal interpretado.
Durante três anos estudei numa escola onde estudavam também diversos alunos cabo-verdianos. Eu chegava à escola às oito e meia da manhã e àquela hora da manhã eles já estavam com os telemóveis aos berros a ouvir kizomba. Melhor início de dia é impossível. Depois existe aquela característica de que os coitados podem até nem ter culpa mas que uma pessoa lhes associa imediatamente: o conhecido cheiro a catinga. Para muitas pessoas pode ser um mero mito, para mim foi uma realidade durante três anos. E não era o único a queixar-me. Se tivéssemos aulas numa sala onde anteriormente tivessem estado alunos cabo-verdianos a primeira coisa que fazíamos era abrir as janelas na eminência de morrermos todos intoxicados caso não o fizéssemos. E se vos serve de consolo para não pensarem que era uma mera extravagância de alunos intolerantes muitas das vezes eram os próprios professores a pedirem para as abrirmos. 
Enfim, foram três anos traumatizantes deste ponto de vista e não quero repetir a experiência por muito dinheiro que me pudessem pagar. Para além do mais quando digo querer emigrar, iria fazê-lo somente para países onde a minha qualidade de vida fosse aumentar e não fosse pior do que aquela que tenho aqui [que visto bem não é má].
Espero que não tenham ficado com uma ideia muito errada da minha pessoa por ser xenófobo, por que tirando isso acho que sou uma pessoa mais ou menos decente. 

Will.I.Am - T.H.E. [The Hardest Ever] [Video]


Culpo o Will.I.Am por 99% do lixo que se ouve hoje em dia nas rádios, mas qualquer coisa nesta música me deixa estranhamente viciado. E não, não é a J.Lo.

Casa Dos Segredos E A Noção De Sacrifício

Para mal dos meus pecados não resisto a dar uma olhadela às galas de Domingo do dito programa. Sinto-me bem quando vejo pessoas mais estúpidas do que eu humilharem-se publicamente por vontade própria.
No entanto parece que muitas delas se esquecem disso.
Ontem uma dessas almas dizia que não era obrigada a suportar determinadas atitudes falando como se estivesse a fazer um favor à nação pelo simples facto de estar fechada numa casa com mais algumas almas da mesma estirpe. 
Independentemente do que se passe lá dentro e do tipo de pessoas que lá estejam, convém relembrar a todas elas que o que elas estão a fazer NÃO é um sacrifício. Elas inscreveram-se num programa por vontade própria, programa esse que lhes paga em troco de vasculharem a sua intimidade.
Muito ou pouco dinheiro, certamente é mais do que aquele que muitos portugueses auferem no final do mês portanto o dito "sacrifício" não é tão difícil assim.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Quote


"There comes a certain point in life when you have to stop blaming other people for how you feel or the misfortunes in your life. You can't go through life obsessing about what might have been."

Hugh Jackman

Hugh:

Sério, sério, eu acho que já tinha falado disto aqui no blogue, esta citação só vem fundamentar a minha teoria.
Passei muitos anos a culpar as ourasa pessoas, ou eram taradas, ou não me compreendiam, ou não gostavam tanto de mim quanto eu gostava delas, ou eram desinteressantes. Depois dei uma olhadela por mim abaixo e percebi que era uma bela de uma confusão que ali estava. Não sou perfeito, até mesmo a minha vizinha que é Perfeita de apelido não é perfeita por isso não faz mal. 
Agora, mais do que lamentar o que as coisas poderiam ter sido, tento fazer com que sejam o melhor possível. Mesmo que durem pouco.

Visita Dos Parentes Horrorosos

Uma pessoa pensa que a pior coisa que lhe pode acontecer em 24 horas é ouvir e ver o vídeo da Índia Malhoa mas depois ouve que vai receber a visita daqueles parentes mui amados que passam o tempo a queixar-se da vida de merda que levam. Com um bocadinho de sorte dão-nos um dos seus showzinhos marido-mulher, espero é que me deixem preparar umas pipocas antes, para ser mais divertido.
Adoro particularmente quando ele a manda calar. Ela abre a boca e ele: "Cala-te!"
Seria o máximo ver [e ouvir] o meu pai mandar calar a minha mãe na casa dos outros, ela mandava-o foder e não se ensaiava muito. Mas nem todas as mulheres têm os cojones da senhora minha mãe e são essas mulheres que uma pessoa tem de gramar cá em casa hoje.





Celebrity Moprh

Tu jovem, sim tu, que és feio como merda não desesperes, ainda podes ganhar um pouco de auto-estima:


E ser como este simples blogger que é parecido com o Jake Gyllenhaal.
[o que as pessoas que me conhecem se devem estar a rir neste momento]

sábado, 19 de janeiro de 2013

Isto É India Style [Video]


Ela diz que isto é India Style, eu digo que é azeite. Cada um com a sua opinião né?

Fujam Dos Puritanos!

A senhora minha mãe diz que entre aqueles que falam muito e aqueles que nada dizem prefere os primeiros por que os segundos podem não dizer nada mas poderão muito bem estar a cogitar alguma vingança [ou coisas piores].
Em outros campos eu penso de maneira diferente da senhora minha mãe. As pessoas queixam-se todas do putedo que se expõe no Facebook mas honestamente eu canso-me mais depressa dos puritanos [e pelo menos com o putedo sempre dá para se ver uma ou outra coisa interessante]. 

"Ah e tal não sei quê o sexo não é tudo."
"Ah e tal não sei quê eu não gosto de pessoas taradas."
"Ah e tal não sei quero conhecer pessoas normais."
"Ah e tal não sei quê depois logo se vê."


Atenção, tudo pessoas muito normais e muito populares.



Geez, mais do que aquelas pessoas que se mostram à descarada este tipo de comentários estão mesmo a pedir uma pila dentro da boca. Só a Virgem Maria ficou grávida por obra do Espírito Santo, mais ninguém é abençoado se não se der ao desfrute. 

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

The Game Of Sex


My dearest friend
what do you want me for?
to fuck me gentle like an husband
or fuck me hard like a whore?

Do you want me to bend?
or will you bend yourself?
do you want sex in the table
or leaning on a shelf?

Will i have to suck your stuff
will you suck my stuff too
do you want a single bed
or a bed made for two?

I'm not the best person
but still i'm not a nobody
and it's sad for you to pick me up
when you could've picked anybody.

Fins-De-Semana

Nos últimos anos o fim-de-semana nunca foi a altura da semana pela qual ansiava nos restantes dias. Tinha sempre o dia anterior [ou seguinte] livre o que me servia para descansar e fazer aquilo que me apetecesse na altura.
No fim-de-semana as pessoas não param cá em casa. Não sei como é nas vossas humildes residências mas aqui chego a um ponto que já nem sei onde estão os meus pais. Na garagem, na farmácia, raptados por alliens? Não sei.
Depois aquele eterno dilema: deve a porta do meu quarto ficar aberta e obrigar os meus pais a ouvirem a minha música durante o dia todo ou devo fechá-la e sujeitar-me a não os ouvir quando chamarem por mim? Sim, por que aqui ainda se usa a técnica provinciana de chamar pelas pessoas aos berros. Não ouviste? É por que tens a porta fechada. Acho que é das poucas coisas em que não se reflecte a minha preguiça, quando quero falar com alguém levanto o meu realíssimo e vou falar com a pessoa, não me ponho a berrar como se não houvesse amanhã à espera que por artes mágicas ela me consiga ouvir.
Entreter-me a ver um filme? Óptima opção se não me chamassem [aos berros] pelas razões mais estapafúrdias: para ir buscar batatas, para deitar comida à gata, para ouvir missa, enfim. 
Durante a semana eu faço o que tenho a fazer e faço-o sem problemas por que não tenho ninguém para me chatear a cabeça [e como a minha cabeça é grande devem imaginar o quão chateado consigo ficar] agora com o pessoal todo em casa durante estes dois dias o trabalho duplica enquanto que a minha paciência recai para metade. 
Peço desculpa por estar a amaldiçoar os dias favoritos de 99% dos Portugueses.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Kimberley Walsh - One Day I'll Fly Away [Video]


"One Day I'll Fly Away" é o single de avanço do primeiro álbum a solo de Kimberley Walsh [Girls Aloud] "Centre Stage" a ser lançado dia 4 de Fevereiro.

Death Metal Fat Cat [Video]





Mais Uma Janela Que Se Fechou

Desta vez foi-se a hipótese de iniciar uma carreira diplomática.
Começo a ficar cansado. É verdade que ficar em casa sem fazer nenhum sabe bem mas ver as hipóteses acabarem uma atrás da outra não faz bem a ninguém.

Scarborough Fair


Are you going to Scarborough Fair
where all the things are bought and sold
hope you find my sweet love there
hope you find him wise and bold

Tell him to wait for me at shore
where all the waves crash so fast
tell him that despite all the distance
our love is strong and meant to last

Tell him to make something for me
something that's soft, sweet and tender
something i can hold during my travels
something that will always help me to remember

Tell him to count all the grains of sand
that make the shore almost infinite
tell him to remind that our love is strong
stronger than slate, marble and granite

I will be there before he's done
hope i will arrive on time
I'll kneel on the floor and ask him in marriage
to be forever, the true love of mine.

Kerli - Immortal [Audio]

A Pepa Foi À SIC


Lembram-se da Pepa? A SIC achou por bem deixar a rapariga humilhar-se mais um bocadinho e ajudou à festa ao colocá-la num noticiário. Depois de ver isto eu não consigo sentir pena da pequena. Não consigo por que ela nem desta vez conseguiu abrir a boca para dizer algo que me fizesse olhar para ela e dizer "Ela realmente não é assim tão superficial". Depois este tipo de jornalismo que a SIC fez, tsc tsc é muito baixo e a senhora Ruela decerto tem qualificações para fazer mais do que humilhar uma moçinha ao vivo na televisão [embora ela já se tenha humilhado a si própria sem ajuda de ninguém]. Quase que me cuspi todo quando a Ruela disse o preço da mala que a Pepa queria e ela para não parecer tão gananciosa disse que existiam outras do mesmo género bem mais caras. Rica filha se eu gastasse esse dinheiro todo numa carteira acho que não tinha mais dinheiro para meter lá dentro. Depois aquele tipo de perguntas só para provarem se a moçinha era ou não a pessoa vazia que toda a gente pensa, eram escusadas, parecem aquelas perguntas que fazem às crianças quando vão a alguma festa: "Estás a gostar"" "Estás a divertir-te?" ou seja perguntas que só admitem uma resposta socialmente aceite. 
Eu que sou uma pessoa tão bem falante ["elogio em boca propria é vituperio""] aqui em casa e esta moçinha com trabalho na área da comunicação... Com uma voz daquelas estaria bem na área de tranquilizantes para cavalos.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Same Mistake


Trial and error
the way i learned to live
being gentle, being kind
giving all that i can give

Giving my best, giving my worse
but didn't gave myself at all
to someone who didn't knew me
who would have sold me at the mall

But still i didn't learn
how to live properly
and so my life is still the mess
that it always used to be

Because there's always that special moment
when i forget how to pretend
and as i start to let my armor down
i make the same mistake again.

Justin Timberlake - Suit & Tie [Audio]


Está meio mundo a falar do regresso do JT à música e só ontem decidi ouvir a nova música do senhor.
Ok, eu gosto muito de "Cry Me A River" é uma óptima música dor-de-corno mas este novo tema só mostra que o jovem [que já não é tão jovem assim] parou no tempo. Este tema assemelha-se a qualquer um dos temas incluídos em "Future Sex/Love Songs" que já foi lançado há uma porrada de anos, o que só demonstra que não deve ter feito muitas descobertas desde então.

Espera Logan, Espera

Com uma inscrição feita no Centro de Emprego e visitas diárias aos principais sites de emprego Portugueses pouco mais me lembro [ou posso] fazer. Muitas das pessoas que se encontram na mesma situação lembram-se e fazem mais formações disto ou daquilo. E aqui entra a parte de eu morar no Cú de Judas. Só um passe ficar-me-ia por uns módicos 100€ sem esquecer prováveis gastos com alimentação e afins ou seja seria uma despesa não muito simpática. Por isso uma pessoa espera em casa. Assim só aumenta a conta da electricidade.

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Signos

Ok eu confesso que sinto pena daquelas pessoas que confiam veemente nessa coisa dos signos e que vêm os horóscopos todos os dias religiosamente.
Eu não acredito nos signos. Tudo começou quando li numa revista uma dica de beleza para o meu signo:

"Devias usar uma saia."

Pronto, ficou por aí, eu acredito que se vivesse na Escócia e tivesse um kilt bonito as pessoas iriam morrer de inveja ao verem as minhas pernas mas estando eu em Portugal não iria correr esse risco até por que acho que uma saia me iria fazer o rabo gordo.

Depois tem aquelas pessoas que dizem:

"Os nossos signos não são compatíveis não devíamos ficar juntos."

Oh meu Deus eu estou tão encalhado que se arranjasse quem me bancasse a pessoa até podia ser do signo do cú de Judas que eu ficava com ela na mesma!