sábado, 31 de dezembro de 2016

Um Rewind De 2016

O ano passado foi ASSIM.

Tantas coisas boas que aconteceram em 2016!


Voltar a trabalhar, ainda que na mesma coisa, é melhor do que ficar em casa a coçar os ditos cujos. E, visto que os meus nem são muito grandes, provavelmente fartava-me depressa.

No tempo que ainda passei em casa, consegui iniciar-me no Alemão. Iniciar-me e acabar-me, por que tão cedo não quero ter nada a ver com a língua das salsichas.


Ainda tive tempo para ir a uma meia dúzia de entrevistas de trabalho e perceber que a coisa não mudou nadinha no que toca ao mercado de trabalho (embora o Governo nos queira fazer acreditar veemente que sim). Ajudou a valorizar ainda mais a oportunidade de estar a trabalhar e a ganhar pipas de massa.


Falando em dinheiro, foi ele que possibilitou as ditas aulas de Alemão e a compra da minha Nintendo 3DS que já estava na lista dos desejos há não sei quantos anos. Com ela veio o novo jogo de Pokémon e muitos outros que ajudam a corroborar a ideia dos meus pais de que ainda sou um miúdo.


Falando em miúdos, este ano ainda não sosseguei a franga quanto ao que toca a miúdos grandes.


Brincadeirinha, as coisas, para a época que corre, estão muito bem. Adicionando o fato de (finalmente) ter conseguido superar a panca pelo A (que pelos vistos agora está a ficar muito balofo) ainda conheci o J, que embora não faça parte da rede de homens que eu queria pegar, foi o que mais me fodeu. E vai continuar a foder, se os preços do motel não voltarem a subir e seja preciso contrairmos um empréstimo para darmos uma fodinha.


Foi ele que me possibilitou a realização de uma série de fantasias, umas que queria realizar havia muito e outras que nem sabia que tinha, como por exemplo, ir parar ao hospital com um hematoma de origem sexual.  Foram sessões que ajudaram numa série de outras coisas fora delas, como por exemplo a ideia de "que se dane esta porra toda, já estou tão fodido do cu que já não me podem foder mais". E olhem que tem resultado!


Planos para 2017? Antes de mais, terminar de ler "Grandes Esperanças", estou a dar em doido com o tempo que estou a demorar a ler o dito cujo.
Fazer a tão-desejada tatuagem, já andei a ver onde a fazer, e só não a fiz esta semana por falta de tempo na agenda do tatuador.
Continuar com a promessa de não comprar mais livros até ter lido todos aqueles que faltam ler aqui nas prateleiras. Até ao momento tenho conseguido conter-me!
Continuar a procurar uma coisinha melhor no que a emprego.

E, se vocês também estão à procura de cosias melhores, fiquem por aqui. Já que aqui chegaram, melhor é difícil né?

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Balanço Cd´s 2016

Mais um ano que passou e a Ella Henderson não lançou nada, a Emmelie de Forest nada lançou, e a Bebe Rexha ainda acredita que o álbum dela não vai flopar com F grande.
Parabéns aos Leaves' Eyes por terem conseguido arranjar uma vocalista tão irritante como a Liv e aos Sirenia por terem dado um pontapé no cu à Aylin (ou foi ela que os pontapeou?). E não vamos falar das Fith Harmony né?
Surpresa do ano para o álbum da Daya, gostei tanto que comprei o dito cujo (entre muitos outros). 
O álbum a solo do Charles Kelly (Lady Antebellum) que eu pensei que ia ser assim para o muito mau mas que até está girinho.
Omitindo muitas coisas da lista, aí fica o que restou deste ano:


Against The Current - In Our Bones
Alessia Cara - Know-It-All
Amaranthe - Maximalism
Anastacia - A4app
Ariana Grande - Dangerous Woman
Beyond The Black - Lost In Forever
Bridgit Mendler - Nemesis EP
Britney Spears - Glory
Broods - Conscious
Cash Cash - Blood,Sweat & 3 Years
Cassadee Pope - Summer EP
Charles Kelley - The Driver
Dark Sarah - The Puzzle
Daya - Sit Still, Look Pretty
Deadlock - Hybris
Delain - Moonbathers
Eilera - Face Your Demons
EPICA - The Holographic Principle
Fifth Harmony - 7/27
Gwen Stefani - This Is What The Truth Feels Like
JoJo - Mad Love
Karmin - Leo Rising
Kelly Clarkson - Piece By Piece Remixed
Lacey Sturm - Life Screams
Lacuna Coil - Delirium
Lady GaGa - Joanna
L'Âme Immortelle - Unsterblich - 20 Jahre
Legenda Aurea - Aeon
Little Mix - Glory Days
Meghan Trainor - Thank You
Melanie C - Version Of Me
Nemesea - Uprise
Olivia Holt - Olivia EP
Ruelle - Madness EP
Sabaton - The Last Stand
Sabrina Carpenter - EVOLution
Sia - This Is Acting
Sirenia - Dim Days Of Dolor
Skillet - Unleashed
Tarja - The Brighest Void
Tarja - The Shadow Self
The Chainsmokers - Collage EP
The Girl  And The Dreamcatcher - Negatives EP
Tove Lo - Lady Wood

São Gonaçalinho


Ando há anos para ir ao São Gonçalinho (ou "festa das cavacas") em Aveiro. De 2017 não passa.
Diz a S que ele é conhecido por ser um Santo casamenteiro.
Se eu já tinha vontade de ir, então agora é que vou mesmo! É que a coisa por estes lados não vai melhorar se eu não pegar o touro pelos cornos né?

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Defensores Acérrimos De Tudo E Como Evitá-los

Há pessoas que têm telhados de vidro. Vidro não. Contraplacado vá, em que se faz um pouco mais de força e aquilo desaba tudo.
Não sei por que tinha aquela moça adicionada no Facebook. Na Universidade tratava-me como lixo e só não tomava ares mais superiores comigo por que naquela zona só deveriam existir escadotes até dois metros. Mas é uma pessoa que defende as causas todas, as cuasas dos gays, das lésbicas, dos brasileiros, dos portugueses, dos animais. Enfim. É uma pessoa muito ocupada.

A um comentário meu relativamente à orde de brasileiros ignorantes que apanho no meu trabalho diz ela:

" - Ai não estou para ler estes insultos mascarados de humor e não sei quê, vou apagar-te ..."


Há pessoas que  podem tratar os outros com duas pedras na mão mas ai de quem inteferir com os seus interesses, cai o Carmo, a Trindade e todas as ordens de hospitais particulares do Porto.
Sejam coerentes vá.

Aquele Fetiche Estranho

Aquele senhor que me diz assim:

" - Sabes o que me excita mais em ti? Os óculos!"

Ao que eu lhe respondi:

" - Mas olha que o que eu faço melhor faço sem eles."


terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Quando Desencadeias Um Motim De Solidariedade

Quem tem o  meu Facebook  sabe que o tipo de publicações que lá coloco segue, mais ou menos, os mesmos parâmetros cómico-realistas do material do blogue. Hoje, devido à percepção de uma realidade que já dura há algum tempo decidi colocar um texto mais longo, em género de desabafo, não do estilo self-pitty saquinha de açúcar, mas com uma reflexão um tanto ou quanto mais séria do que o costume.

Vi meia dúzia de comentários, e pelo teor dos mesmos até ganhei medo de ver o resto, com intervenções de professores meus da Universidade e do Secundário e de amigos da Primária. Acho que o pessoal levou aquilo demasiado a sério e vai erigir-me uma estátua junto à capela da Nossa Senhora dos Coitadinhos.


Lucy - Best Of Me [Video]


Crushei na música. E no homenzinho do video também.


domingo, 25 de dezembro de 2016

Porque Os Olhos Também Comem

Na passada Quinta, quando me ia encontrar com o J, fui almoçar ao Cidade do Porto e, de todos os espaços que podia ter escolhido nas duas praças da alimentação que lá existem (uma no piso -1 e outra no terceiro piso salvo erro) fui mesmo escolher um lugar de frente para um daqueles empregados que vos fazem questionar toda a vossa existência quando vão encomendar alguma coisa.


Claro que a comida que tive à frente da boca me soube irremediavelmente pior do que aquela que tive à frente dos olhos.

PS:  Para aqueles de vós que tenham curiosidade em checar a peça, só digo que ele trabalha no -1. O resto, descubram por vossa conta e risco.

Quando Tentam Despertar A Fera

Quando já estamos quase em 2017 e ainda existem pessoas que insistem em fazer piadas relativamente ao meu físico e me chamam Jimmy Neutron.
E eu me tenho de reservar dois minutos para pensar se efetivamente já vi algum episódio de tal série e se devo ou não responder a tal, hum, elogio?
Mandei um "Olá" . Tudo por que...


quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Um Encontro Perigoso - Chapadas Na Tromba, Leite Na Tromba E Outras Histórias #5

#4 AQUI.

MAIS UMA VEZ AVISO QUE SE GASTOU O STOCK DE BOLINHAS VERMELHAS DO ESTAMINÉ NESTE POST APENAS. PROSSIGAM POR VOSSA CONTA E RISCO. FALO SÉRIO GENTE.

" - Vais andar consolado por uns tempos..." - dizia-me o J no carro quando íamos embora.

E de que maneira...



Posso permitir-me a ter um momento piroso e dizer que há sete anos neste mesmo dia, eu estava a ir encontrar-me com o L para perder a virgindade? 

Deve ser este espírito natalício que me impele a dar tudo a quem quiser. E como o J pede com tanto jeito, eu não tenho como dizer não.


Depois do acidente da outra vez (ver #4) notei, assim como tínhamos conversado que ele foi mais brando do que nunca, tendo eu direito somente a umas cinturadas no início.



Não o quis demorar muito, e, conhecendo já a disposição dos quartos naquele sítio, já sabia onde colocar as mãos e em pouco tempo aprendi também onde colocar as pernas. Falo sério gente, eu nunca fui grande coisa em Educação Física mas acho que todos os meus professores ficariam orgulhosos de mim se vissem as posições em que consigo colocar as pernas quando é para foder.


No passado, com outras pessoas e em outras situações, sentir-me usado era sinónimo de repugnância. Com o J é quase um alívio. Não tenho de fingir uma empatia que não existe ou ter de lhe corresponder de forma a que ele se sinta incitado. 

Como qualquer utilizador de um periférico do qual quer aproveitar ao máximo as suas funcionalidades, o J já conhece os cantos à casa, e a coisa flui tão naturalmente que foi com espanto que vi os "estragos" que ele fez.

" - Tu abriste isto tudo..." - dizia-lhe eu, mais chocado do que satisfeito. Embora a satisfação estivesse incluída no comentário.

" - E eu tenho um pau pequeno, imagina se fosse grande.."


Em minha defesa, tenho a dizer que o cu é meu e quem levou com aquilo fui eu por isso, sim, é grande.
No entanto ele disse no início que aquilo até parecia mais aberto do que o costume, e em minha defesa digo, que não andei a alargar o dito. Provavelmente já sabia que alguém o iria fazer e resolveu ser empreendedor e começar sozinho.

A coisa atingia níveis de intensidade tais que consegui, por, pelo menos duas vezes pôr o homem a indagar sobre o meu estado de saúde, preocupado como estava por eu lhe ter dito que me sentia um tanto ou quanto gripado e que convinha não me deixar muito tempo sem ar. Convém dizer que estes momentos de preocupação surgiram quando eu mandava aqueles berros que uma pessoa vê nos filmes pornográficos e pensa que é tudo falsidade mas que depois vai a ver e não há outra maneira de berrar senão aquela, como se estivesse a levar com todo o mundo em cima.


No final, tive direito a uma leitada vintage, de uma semana e o homem ainda ficou admirado quando me viu a cuspir para o chão.

" - O que é que tens?"


Como tenho a barba feita (agora tenho só um risquinho ao meio, muito fashion), não consegui ver o paralelismo entre a meita e a minha cara, mas a julgar pelo reflexo que tinha no espelho, foi um estrago tão grande ou maior do que da outra vez.

Ao ir embora, ele saca de um embrulho:

" - Eu disse que te ia dar uma prenda..."


O engraçado da nossa "relação" é que, sexo à parte, ele sabe, mais ou menos dentro dos meios em que me movo, o que faço, a minha instrução etc, então, aproveitando o fato de saber que eu gosto de ler e de ser fodido, pegou e ofereceu-me isto:


Diz ele que o livro é tão sugestivo quanto o título faz crer, para além de ser divertido.
No entanto, depois do estrago que foi feito hoje, acho que me basta só uma verga. Onze mil são muitas. Até para mim.

Asami Zdrenka - Strange And Beautiful (Aqualung Cover)

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

O Rapaz Do Trigo Que É Um Pão #6

#5 AQUI.

Hoje, ao conversar comigo, ele disse-me que volta e meia faz part-time na fruaria do El Corte Ingles.
Eu, que não deixo passar uma oportunidade deixei logo o recado:

" - Sempre critiquei os meus pais por passarem muito tempo a escolher a fruta, mas se soubesse que trabalhavas na frutaria não me importava de passar lá mais tempo."


Pode ser a fazer qualquer coisa, nem que seja a medir as bananas, a ver quais são da Madeira e quais são as bananas normais. Mas começava pela banana dele, como é óbvio.

Já lhe disse que tem espaço para ele debaixo da minha árvore de Natal. Ele só não vem se não quiser.

Resistente Ao Stressse

Há dias encontrei-me com a  pessoa que me arranjou o posto que ocupo atualmente, e que este ano me tentou colocar na empresa Douro Azul, ao que lhe disseram, quem me conhecia, que eu, muito provavelmente, não iria conseguir aguentar o stresse em tal companhia.


Oh minha gente, depois de tanto tempo a aguentar as merdas por este lado, acho que já nada me pega.

Patrocinado Por Mundial Confiança

Ontem ao conversar com um moço que interpelei numa rede social, diz-me ele, em jeito de despedida:

"espero que sejas confiável"


Não filho, eu sou do mal, eu só te quero conhecer para te raptar e vender a tua banha no mercado negro.
Menos mania da perseguição por favor vá.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

A Idade Não Perdoa

E eu que fui ao Multibanco levantar dinheiro, retiro o cartão, viro costas e só depois me lembro de ir buscar a nota?


segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Fireflight - Here And Now [Audio]


"It's more than how you've changed things, it's how you're changing me"

Dois Mais Dois

Numa época que finalmente parece estar a abrandar, é mais difícil conseguir-se o número mínimo de passageiros por barco de forma a justificar uma saída.
Há dias liga-me a L da outra banca:

" - Eu tenho dois..."

E eu, já a partir-me de riso:

" - Olha que giro, eu também tenho aqui dois..."


Não me ligou mais :(

Eu Já Dei Para Esse Peditório #4

#3 AQUI.

Uns três dias sem ver a peça e o que é que ele faz? Pumba, rapou aquele cabelo todo, como se fosse alistar-se no exercito.


Eu não sou um "sucker" por cabelos mas pô gente, o que é aquilo? Pode haver gente a quem o cabelo rapado fique bem (ao Wentworth Miller por exemplo) mas este, definitivamente não me convenceu.

Parabéns filho, grande merda que foste fazer. Mas comia na mesma.

Um Insulto Disfarçado

Hoje enviaram-me isto:

"Pareces o shawn mendes lindo"

Para aqueles que não conhecem, este é o Shawn Mendes:



Como podem ver, eu e este mocinho temos noções diferentes do que é elogiar uma pessoa. Por que, honestamente, eu acho o Shawn Mendes assim, um bocado (muito) para o intragável. Nada contra o mocinho.

domingo, 18 de dezembro de 2016

O Milagre Dos €

Quando eu penso que estou nas lonas depois de estourar dinheiro nas compras de Natal e em milhentas coisas sem importância, vou ao Multibanco e vejo que a minha conta ainda me permite comer mais do que arroz e rissóis.


Comunicar Não É Para Todos

E aquele senhor que já meteu conversa comigo, quatro, sim, quatro vezes,  às quais eu sempre lhe respondi sem receber outra resposta de volta?


Senhor, veja uma coisa, quando você quer conversar com alguém, depois da outra pessoa falar, é a sua vez. Se quiser eu faço um desenho. Eu desenho muito mal mas acho que isto ainda lhe consigo explicar se fizer daqueles bonecos de palitos.

Eu, Cobaia Alimentícia

A Senhora minha mãe nem sempre teve grande mão para a cozinha. Mas, desde que aprendeu a inventar, ninguém a pára. Esquece-se é de inventar nomes para as comidas que faz e depois surgem situações como a de ontem, quando vejo o almoço que iria levar no dia seguinte e pergunto:

" - Mãe o que é suposto ser isto?"
" - Cala-te e come..."

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Não Mexas No Que Está Quieto

Vocês sabem que o ser humano, do alto de toda a sua inteligência, não pode ver as coisas a correr bem sem experimentar deitar um pouco de água na fervura a ver se as coisas dão para o torto. Como a conversa de ontem com o J:


" ... e vê como funcionam bem as coisas, se tentássemos relacionamento nunca funcionaria..."
" .. e eu nunca daria um bom namorado, hehe acredita."
".. acho q não me consegues ver como um gajo romântico  pelo menos um ativo romântico."


Ele não faz ideia, mas eu faço, da dificuldade que foi (e continua a ser) para mim, envolver-me com alguém só para fins sexuais. Mas sempre soube que seria isso que tiraria dali e nunca equacionei outra possibilidade que não fosse essa nem questionei as intenções dele (e as minhas) nesse campo. 

E dispensava que ele me lembrasse dessa mesma possibilidade a cada conversa que temos. Quase como se estivesse a implorar-lhe para que o peça em namoro. 

" - Em equipa vencedora não se mexe" e, se assim é, não sei por que é que hei-de ser eu a fazê-lo.

Lady Gaga - Million Reasons [Video]


"I've got a hundred million reasons to walk away
But baby, I just need one good one to stay"

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

É De Macho

A vocês, machões que usam o Grindr, já repararam que a maioria da publicidade que aparece no rodapé da dita aplicação, é da Barbie?


terça-feira, 13 de dezembro de 2016

O Xoninhas

" - Olha, vai para aí um moço com dois casacos e com um ar de maluquinho, diz-lhe para esperar pelo barco das 16:30 que quando ele cá chegou o das 16 já tinha ido... Ele leva dois casacos e tem um ar assim meio apanhado..."

Vocês sabem que o conceito de "apanhado" varia muito de pessoa para pessoa. E eu liguei logo à L quando o mocinho chegou à minha beira.

" - O teu conceito de apanhado é muito diferente do meu, ele é mesmo fofinho..."

" - Já sabia que ias dizer isso..."

Falo sério gente, o rapaz devia ser Alemão e até tinha ar de xoninhas, mas quando ele se riu minha gente...

Compras De Natal

Já recebi o meu subsídio de Natal carago!


Brincadeirinha. O subsídio de Natal vai ser gasto mesmo para as ditas prendas de Natal, para a minha irmã, para o Senhor meu pai e para a Senhora minha mãe. Para estes dois ainda vou ter de andar a dar umas voltas a ver o que se pode arranjar.

E para mim, hum, tenho de ir buscar o meu álbum da Emmelie De Forest e ver se consigo cumprir a promessa de não comprar mais livros (estou-me a sair muito bem neste aspeto).

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Eu Já Dei Para Esse Peditório #3

#2 AQUI.

O vai-vem de turistas para este mês parece ter morrido e assim sendo hoje passei o dia a olhar para a L. Para ela e para ele.


De todos os locais onde me podiam colocar a trabalhar, tinham de me meter logo ali. Está a tornar-se praticamente impossível trabalhar-se comigo. Não tendo clientes, estando a L imersa no seu livro do Nicholas Sparks e a Ribeira completamente vazia, a única coisa que me resta é olhar para ele.


" - Por que é que tu não vais lá falar com ele?" - perguntava-me a L, já com aquela cara de quem está farta de aturar as minhas merdas.

Lista de problemáticas inerentes à coisa:

- Arranjar assunto, depois de já andar a vê-lo há quase um mês.
- Tentar levar a conversa para aquele campo.
- Não parecer desesperado.
- Não me babar para cima dele.
- Conseguir arranjar uma cara nova para ir trabalhar caso ele me dê uma tampa.

The Murder Of My Sweet - Personal Hell [Video]

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Eu Já Dei Para Esse Peditório #2

#1 AQUI.

Tinha prometido a mim mesmo não voltar a desenvolver nenhuma paixoneta por alguém próximo do meu local de trabalho. Mas tenho um político vivendo dentro de mim que não quer cumprir as promessas que faz.
A coisa está a ficar preta. Tipo, maratonista queniano (sim, eu sei, foi assim um bocado para o racista).

Ao trabalhar com o P hoje, ele já estava a deitar as mãos à cabeça de tantas vezes que eu lhe dizia que achava piada ao rapazinho que andava para trás e para a frente.

" - Olha que ele também tem ar de jogar na tua equipa..."

Isso não quer dizer nada, aliás se há coisa que tenho aprendido no meu trabalho é que há gajos com o ar mais apaneleirado de toda a aldeia das panelas que de homossexuais nada têm.

E isso dá cabo de mim. Por que o rapaz está todos os santos dias a andar de trás para a frente e, se há vezes em que acho que realmente ele tem uma fronha esquisita, de outras só me apetece ir lá dar-lhe o meu número e fugir para não mais voltar.

Torna-se difícil trabalhar assim.



quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Myrath - Believer [Video]


Quando uma pessoa pensa que depois do Colombo já ninguém descobre mais nada, eu descubro esta banda.
Saltem para os 45 segundos e apreciem.


Coleirices

Corri (quase) meia dúzia de farmácias à procura de uma coleira anti-pulgas para a minha gata.
Quando FINALMENTE encontrei uma farmácia que tinha uma, nem pensei duas vezes, comprei-a, depois de dois segundos a chorar o preço da dita cuja.

Só vos digo uma coisa, se aquela coleira for tão boa quanto o preço a faz parecer, quando arranjar um homem vou pôr-lhe uma a ele também para toda a gente saber que ele tem dono.


Adaptações Cinematográficas De Livros E Como Arruiná-los

As adaptações cinematográficas de obras literárias sempre serviram para duas coisas:
Para as pessoas que não gostam de ler ficarem com uma ideia das obras e poderem fazer os seus trabalhos da escola.
Para as pessoas que leram os livros desenvolverem instintos homicidas relativaemnte a toda a equipa por trás daquele homicídio (muito) voluntário. Contém todos os filmes do "Harry Potter" (excepto o primeiro e os dois últimos)e têm uma pena de prisão perpétua para centenas de profissionais.

Eu terminei de ler o livro há coisa de uma semana e se tivesse visto o filme isoladamente teria adorado.
Agora quando um filme se baseia, supostamente numa obra e muda todo um plot, fazendo um circulo de uma obra que ficou MUITO em aberto, alguma coisa errada não está certa.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Ou Sim Ou Sopas

Para o bem ou para o mal, quando perdia o interesse nas pessoas (ou elas perdiam  o interesse em mim, quando o tinham) as coisas resolviam-se logo num instante, ia cada um à sua vida.
Com o M, não é preto nem é branco . Ele não se diz interessado mas também não diz que não.
Ou seja, diz "nin", quando diz alguma coisa.

Preferia mil vezes que me mandasse apanhar couves, ao menos partia para outra de consciência tranquila.