domingo, 23 de novembro de 2014

Sobre O Caso Do Padre De Canelas

É raro ver noticiários, em verdade, é raro ver televisão nos dias que correm. No entanto das poucas vezes que liguei a minha nos últimos dias vi peças relativas a esta situação. É um óptimo modo de verificarmos a dualidade bom cristão/manifestante possuído pelo diabo que ataca aquela população. É engraçado como todos os valores cristãos são atirados na sarjeta só por que o pároco não é o mesmo. E o novo padre, que culpa tem disso? É quase como culparmos um um entregador de pizzas da precariedade das pizzas que a companhia vende, não faz sentido, é estar a ladrar à árvore errada. 

Outro facto fantástico é a quantidade de pessoas que se junta para se manifestar junto à igreja ao longo do dia, como se aquilo fosse um afazer do dia-a-dia. 

8h00 - tomar banho
9h00  - depilar o buço
10h00 - berrar à porta da igreja

Plus, e não me venham cá comer por parvo, a quantidade de pessoas que se junta para berrar na missa das sete da tarde deve ser bem maior do que a quantidade de pessoas que efectivamente ia à missa das sete da tarde.

Como diz a minha rica mãezinha, é gente que não tem que fazer.

1 comentário:

  1. O melhor mesmo é nem ligar a televisão :) abraço

    ResponderEliminar