sábado, 13 de junho de 2015

Caindo Na Mesma Casca De Banana

Eu meço 1,77m o que me facilita muito a vida no que toca a rebaixar-me perante certas pessoas, não preciso de baixar muita coisa.


Foi graças à A que eu pude estar com o A (homónimo à parte) e ainda não tinha podido trocar meia dúzia de palavras decentes com ela sobre o assunto. Sendo uma rapariga com o seu lado piegas mas habituada a travar conhecimento com homens que não interessam nem ao menino Jesus, fez-me a pergunta mais básica que poderia ser feita:

" - Mas tu gostas dele?"


Neste preciso momento (enquanto escrevo este post, depois não sei) a pergunta (ou melhor, perguntas) que mais me atormentam, são, talvez:

" - Sou assim tão fácil de persuadir?"

Já tinha declinado muitas propostas para ter sexo, só pelo sexo. Não queria. Depois vinha de uma série de encontros com o N que me deixaram com vontade de ter algo mais intenso com alguém (algo que o A despoletou em mim em pouquíssimo tempo). Para o A ter feito aquele embrulho muito bonito com mensagens, telefonemas e etc, acho que merece um prémio esforço por que acreditem ou não, ele não precisava ter feito aquilo tudo (ou talvez ele acreditasse que eu precisava daquilo tudo para fazer o que quer que fosse, como se ele não fosse o suficiente). Houve um momento em que ele, mostrou, um interesse por mim que achei escusado, não achei oportuno. E mesmo não o conhecendo bem, sabia que aquilo era, bem, escusado.


Conhecendo a parte humilde/fuck off das pessoas sei que, muito provavelmente, se fui uma merda ele não me iria dizer:

" - Hei olha, foste uma merda, espero honestamente que te consoles a meter dedos no cu por que mais ninguém te pega.."

Só acho que merecia uma resposta, mesmo que fosse tão má ou pior do que a resposta tipo que coloquei em cima.
Sei que para quem lê isto a ideia de que estou caído por ele pode ser mais do que óbvia, mas não é.


Como venho afirmando aqui desde, hum, sempre, estou sempre de pé atrás com as pessoas, por muito que me deixe envolver. E por muito caído que pudesse (posso) estar por ele a verdade é que vi logo que ele não iria esperar muito para ter aquilo que queria, mesmo que dissesse o contrário. E se havia ocasiões em que eu tinha de lhe tirar o chapéu (se o usasse) era quando ele fazia qualquer referência sexual parecer uma verdadeira conversa de café.

Hoje, depois de andar para trás e para a frente com o telemóvel, mandei-lhe uma mensagem. Não sei se lá na Alemanha (se é que ele realmente lá está) ele recebe logo a dita cuja ou se vai ler tudo quando chegar a Portugal. E não sei se ao vê-la se irá dignar a responder-me. Mas sei que não lhe mando mais nada. Os meus 1,77m não se dobram mais do que isto.


Claro que escrevo tudo isto na esperança malfadada de que ele nunca mais na vida vai falar comigo. Mas se falar sou capaz de fazer asneira outra vez.

6 comentários:

  1. Os relacionamentos são realmente uma shit... Deixam as pessoas na dúvida e uma pessoa nunca sabe depois muito bem o que fazer... É tão chato quando alguém tem esse domínio em nós :o

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu acabo por ser sempre a parte dominada :(

      Eliminar