sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

O Encontro Mais Rápido De Sempre #2

#1 AQUI.

Ele já me tinha contatado há algum tempo (AQUI) e há uns dias tinha voltado à carga. Confesso que do que vi até estava com vontade de conhecer o resto. Mas a conversa dele era demasiadamente "politicamente correta" e os seus planos futuros, o que fazer, o que usar, já estavam a deixar o meu "desejometro" a zero.

Tanto me pediu que acedi a encontrar-me com ele na Segunda. Mas hoje à tarde, pergunta-me se poderia conhecer-me após a minha saída do trabalho. "Por que não?" pensei eu.

Não sendo culpa do senhor (coisas do trabalho), a minha disposição quando ele chegou à minha beira já não era grande coisa. Pelo menos serviu para coadunar com a ideia que fiquei dele.

Há aquelas pessoas que à primeira vista nada me dizem mas nas quais consigo encontrar algo de fisicamente interessante (sem ideias nudistas) mas nele, nada, rien, nada.


Não mo perguntando diretamente, perguntou-mo mal nos separámos. Fui sincero, disse que até podia encontrar-me com ele, tomar algo, mas que daí não passaria.
Ofendeu-se. Disse que não estava interessado.
Orgulho ferido é uma coisa complicada.

6 comentários:

  1. Quando um não quer dois não brigam! Ele vai entender isto com o tempo ... rs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele já é entradote, duvido que aprenda com o pouco tempo que lhe resta.

      Eliminar
  2. Olha... a outra ficou ressabiada.
    lol
    (mas quem já não ficou???)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até eu já fiquei :) Mas ele sentiu-se ultrajado.

      Eliminar