domingo, 29 de janeiro de 2017

O Homem Que Me Ia Fazendo Perder O Metro

Tirando a camioneta que apanho todos os dias para o Porto, é raro utilizar transportes públicos (autocarro/metro) dentro da cidade.
No entanto hoje estava a chover tanto de manhã que apanhei o metro para S.Bento logo de manhã cedo.
Quem já utilizou tal meio de transporte, deve estar familiarizado com a disposição de três bancos quatro bancos frente-a-frente junto das portas.  Foi aí que me sentei.
Àquela hora da manhã e num dia chuvoso  como este, o metro ia quase vazio mas o moço foi sentar-se mesmo à minha frente.
E eu, que nem sou de colar muito. Colei.
Não sei se era turista ou Tuga, mas isso, como diria a Teresa Guilherme, "não interessa nada".
Nem vos vou dizer que era muito bonito por que acho que já dei mostras de ter uns gostos um tanto ou quanto para o esquisito, mas assim uma pessoa nem dá tanto nas vistas, ninguém espera que colemos em determinados tipos.
Só sei que à pala de estar hipnotizado pelo homem, quando dei por mim, só consegui correr que nem um perdido quando reparei que já esava toda a gente a sair na paragem em que ia deixar a carruagem e eu continuava ali, a olhar para ele, e para o dia de ontem...

1 comentário: