segunda-feira, 28 de março de 2016

Discutindo Fetichismos


Há gente muito estranha na internet. E muitas das vezes nós até somos aquele tipo de gente estranha que os nossos pais tinham medo que encontrássemos por aí.
Nunca fui bom a olhar para as pessoas e adivinhar do que é que elas gostam. E convenhamos que há pessoas com gostos muito estranhos. E gostos estranhos devem ser difíceis de adivinhar. E ainda mais de aceitar.

Por que é que é tão difícil de aceitar algo que não passa de quatro paredes? (partindo do princípio de que não fazem nada ao ar livre)

" - Ai não te imaginava a gostares disso..." - diziam-me ontem.

Epá peço desculpa eu era para ter entrado no convento mas não tinham hábitos do meu tamanho.


Que linha define o fim do fetiche e o início da badalhoquice? Se é que a há... Para mim não há.

5 comentários:

  1. Sem pudor, complexos ou preconceitos. Daí vira a melhor experiência (se é que estas a falar de sexo)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, estou mesmo a falar do aquecimento global :|

      Eliminar
  2. Essa linha depende do ponto de vista de cada pessoa, da forma como é encarada, da experiência vivida, porque é fácil dizer que não gostamos, mais dificil é tentar e gostar claro ;)

    ResponderEliminar
  3. All is fair in love and war. Desde que seja consensual *shrugs*

    ResponderEliminar
  4. Para mim só há um limite, a linha do horizonte!

    ResponderEliminar