terça-feira, 17 de janeiro de 2017

O Encontro Surpresa

No dia em que me fui encontrar com ESTA alminha encontrava-me a falar com outra, com quem comecei com os dois pés esquerdos.
A reserva dele em mostrar-se e a minha falta de paciência em aceitar as suas desculpas, levaram a uma troca de palavras não muito simpática.
Por isso foi com espanto que, ao chegar a casa, recebo uma mensagem dele, com uma foto.



Ok, quarentões com man bun nunca me tinham saído na rifa, mas como eu nem tinha jogado e me saiu aquela coisinha tão boa eu disse logo que sim né? Não se pode dizer que não.


Deu-me o endereço do estabelecimento dele e convidou-me a ir fazer-lhe uma visita. 
Não avençando uma hora exata, disse-lhe que passaria por lá em determinado dia. E passei.
Depois de terminada a tatuagem, meti-me no metro e cheguei lá em poucos minutos.
Estava sozinho. E conheceu-me logo.
Era, numa só palavra, gato.


A coisa fluiu bem, e fiquei com boa impressão do Senhor. E com a impressão de que a coisa não ia a lado nenhum por reserva dele.
Quanto a mim, quando ele quiser a minha reserva de 1990, basta dizer.

10 comentários:

  1. Então eu presumo que logo vai encontra-lo novamente, right?

    http://divinosdivos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei se irei encontra-lo novamente quanto mais...

      Eliminar
  2. kkk não sei se ri mais do post ou do comentário do Francisco! OMG ...

    ResponderEliminar
  3. Não há nada como um bom quarentão experiente. ;)

    ResponderEliminar