sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Como Se Negoceia Cá Em Casa

Desde que comecei a trabalhar os meus pais nunca me quiseram um cêntimo. Assim sendo todas as transacções são feitas num espírito "toma lá dá cá" . Hoje por exemplo, a Senhora minha mãe pediu-me para lhe comprar um medicamento na farmácia. Chegando a casa com o invólucro, pergunta-me ela:

" - Quanto é que te devo?"

" - Não fazes batatas cozidas com pescada na Segunda-Feira:"



Por que nem todos os grandes negócios envolvem milhões de euros.

Skillet - Breaking Free [Video]



Como Eu Declinei Um Convite De Jantar Que Nunca Me Foi Feito

Dizem as senhoras velhinhas que "tudo se sabe nesta vida" e eu acrescento "inclusive aquelas coisas que não eram suposto nós sabermos mas que alguém nos conta sem intenção e estraga tudo". Pois é gente.
Desde cedo percebi que no meu "emprego" aquelas pessoas seriam "colegas" e não "amigos" . O que fazemos depois do horário de expediente a cada um diz respeito.
Estando eu hoje a trabalhar sozinho, chega a C para me substituir de forma a eu poder almoçar. Pergunta-me ela com uma cara triste:

" - Por que é que não foste ao jantar no outro dia?"

Ao que eu, na mais pura das inocências, pergunto de que jantar se tratava....

" - Não sabias de nada?" - pergunta-me ela, tão ou mais inocente do que eu - " - é que quando eu lhes perguntei se tu ias disseram-me que já te tinham perguntado e que tu tinhas dito que não querias ir.".

Entroncamento, lamento mas este fenómeno ocorreu por terras nortenhas. Negar um convite que nunca foi feito.



Parte de mim quis perguntar quem é que lhe tinha dito tal coisa. Mas a outra parte, aquela que teima em crescer um pouco a cada dia, tentando mentalizar-se de que a aceitação de muitas pessoas em nada contribui para o meu bem estar, preferiu dar o assunto por encerrado.

A rapariga ficou a pensar. E eu também. As pessoas colocam muita coisa nas bocas umas das outras. Coloquem-me 5000€ porra.

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

A Idade Não Perdoa

Estou eu, descansadinho da minha vida a jogar Nintendo no café até que me deparo com uma sequência de cores e posições que tenho de decorar, mas que vai mudando a cada vez que erro. Farto de ficar parado no mesmo ponto, saco do telemóvel e filmo a sequência toda de forma a poder vê-la e acertar. Não se riam.


O Relógio Está Possuído

Há coisa de um/dois anos comprei um relógio da Swatch que cheguei a mostra aqui. Desde então o pequenino já levou uma pecinha nova e até andava direito. Até que o mostrador do dia e mês passou a não dar de si e tinha de ser eu a mudar aquilo manualmente todos os santos dias. Até que a dita pecinha voltou a partir e eu, que já fazia de tudo para comprar um relógio novo, deixei andar a coisa.
Continuando a utilizar o relógio para ver as horas em cima da minha banquinha, tomo conhecimento de um fenómeno do Entroncamento em plena Ribeira:

A partir do momento em que a bracelete partiu o mostrador do dia e mês passou a mudar sozinho e anda correcto até ao dia de hoje. Vai entender?

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Um Desconhecido Conhecido

Caros leitores, assim como a "tia" Margarida, vocês acreditam em coincidências? Eu bem que não quero acreditar, mas uma que ocorreu há umas semanas ainda hoje me assalta a mioleira. Estou quase certo que o mocinho engraçado que ficou à minha direita no concerto de EPICA é o mesmo que ficou à minha direita no concerto de Lacuna Coil uma semana depois. Na fila do primeiro a falar com um outro contacto via Whatsapp ele lá me dizia que aquela era uma boa oportunidade para conhecer homens ao que eu me ri e afastei o assunto. Mas o rapaz era mesmo engraçado e tenho um peeling que já o vi algures pelo Grindr e nos contactos mútuos de um amigo meu no Facebook. Quem és tu homem de Deus? Queres fazer headbanging comigo?

Major Lazer - Buscando Huellas [Video]

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A (Sem) Piada Do Momento [Imagem]

Se há sítio onde as coisas mais aleatórias fazem furor, é na internet. Volta e meia, coisas que nunca pensámos serem possíveis invadem os nossos monitores e temos de ver e rever as ditas até enjoarmos. Há casos (como o do vestido multicolor) que até são dignos de compreensão. No entanto a mais recente epidemia (pelo menos no que toca ao meu feed do Facebook, espero que no vosso, caros leitores, tal não aconteça) é esta imagem, com uma piada que teria piada se todos nós fossemos miúdos que acabaram de ser apresentados à Internet e que se encontram desejosos de partilhar baboseiras com os coleguinhas do pré-escolar.


Gente, esta piada não tem piada. Não por que não seja engraçada mas por que já foi feita milhentas vezes. Parem de a partilhar como se fosse a última Coca-cola do deserto.

Míudo Distraído

Vir tão concentrado na camioneta a jogar Pokémon Ultra Moon, uma rapariga senta-se no banco junto a mim, não sem antes me perguntar se se podia sentar, ao que eu, muito distraído respondi afirmativamente. Volta e meia olhava para ela e depois pensei se se trataria da M, uma amiga do ciclo. Fui a cismar até à saída dela, na mesma santa Parvónia desta alma que vos escreve. Não era ela. Mas serviu de lição. Levantar os olhos das brincadeiras, volta e meia, não faz mal nenhum.


segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

"Pós-Operatório"


Correu tudo bem. Enfiaram-me o raio do tubo até ao tutano. Mas está tudo bem.
Agora já não posso dizer que nunca me enfiaram nada tão fundo.
Em minha defesa estava sedado e não posso dizer que tenha sentido alguma coisa. Mas a senhora mostrou-me as fotos intestinais e eu acredito.
Beber CleanPrep? Não desejo a ninguém. Não que o líquido seja tão mau como apregoava a Senhora minha mãe, aquilo até tinha um sabor aceitável a baunilha (nunca mais comerei waffers de baunilha com a mesma vontade). É mais o tempo que uma pessoa perde no WC depois de beber aquela porra. Eu sei, é um assunto de merda. Mas vocês, caros leitores, já sabem ao que vêem quando cá aparecem.

Tarja - Feliz Navidad [Video]

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Piadas Colonoscopicas

Como é do conhecimento geral (ou pelo menos do conhecimento de duas ou três pessoas que lêem este cantinho) vou realizar uma colonocopia. Ou, melhor dizendo, irão realizar-me. É, como lhe chamam, meter o tubo pelo cú acima.
Uma pessoa tenta levar a coisa na desportiva e já encetei diversas respostas que poderei dar, eventualmente, aquando a realização do exame, ao qual me irá levar o Senhor meu pai.

Senhor meu pai: " - Não tenhas medo filho..."
Eu (olhando para o tubo) : " - Ai pai achas? Já meti coisas maiores ....Não doeu nada..."

Senhor meu pai: " - Vês filho, não custou nada..."
Eu: " - Realmente pai, quando o J me fodeu da última vez doeu mais..."

Senhor meu pai: " - Oh filho por que é que tu começaste a gemer mesmo anestesiado quando te enfiaram o tubo?"
Eu: " - Sabes como é, força do hábito..."

A Terra Tremeu

Parece que ocorreu um mini terramoto aqui na Parvónia (o mesmo que assolou outras zonas aqui do Norte do País).
Foi o acontecimento mais marcante na localidade desde a morte da última formiga.
E foi ocorrer logo enquanto eu estava a trabalhar.


quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Emmelie de Forest - Sanctuary [Video]

O Toque Do Demónio

Cada pessoa nova que colocam nos bilhetes se mentalizou que não consegue ouvir nada no telemóvel da empresa, então toca a ligar para o meu número pessoal. Só hoje foram umas quinze chamadas da B. A meio do dia disse-lhe de fugida, enquanto ia fazer outra coisa qualquer:

" - Não me vais obrigar a mudar o meu toque por tua causa pois não?"


Despertar instintos Homicidas

Acabando de almoçar, depois de uma manhã em que os Espanhóis se tinham empenhado em levar-me à loucura, viro-me para a E enquanto tocava a rádio:

" - Se ouvires alguma notícia sobre homicídio de Espanhóis aqui na zona, desconfia de mim. Se disserem que foram mortos à tolada, então podes ter a certeza que fui eu."


quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

"Lê O Perfil"

Adoro quando vou cuscar o perfil de alguém num desses sítios pouco recomendáveis e a primeira coisa que vejo é "Lê O Perfil":


Usando o vocativo dos nossos "irmãos" do outro lado do Atlãntico, "bixo", mas tu és alguma versão larilas do José Rodrigues dos Santos?

E agora vocês, pessoas instruídas, que leram e devoraram os livros do senhor supracitado dizem:

" - Ai Logan, os livros do senhor são uma valente merda."

Ao que eu vos pergunto:

" - E o que é que vocês acham que está escrito naqueles perfis? Algum Nobel da Literatura?"

Aquela Preocupação De Mãe

Hoje a juntar à baba que me escorre da boca quando vejo alguma coisinha jeitosa, tinha um ribeiro de água (nem sequer era ranho, só para verem a desgraça da coisa) a correr-me pelo nariz abaixo. Recebendo uma chamada da Senhora minha mãe a meio do dia lá lho contei e pergunta-me ela:

" - Já viste se tens febre?"

" - É mãe, vi com o termómetro que costumo trazer na carteira para estas ocasiões..."

"  Pois, realmente..."


Tadinha, gosto muito dela.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Aquele Momento...

... em que vou a uma caixa multibanco levantar dinheiro, coloco o cartão e me é apresentada uma mensagem de erro no ecrã. Ao retirar o cartão reparo que a banda magnética saiu completamente da parte de trás do dito. Valeu uma visita ao banco para pedir um cartão novo.
Não lhes pedi para se apressarem. Só tinha 10€ à ordem mesmo.

domingo, 3 de dezembro de 2017

Lacuna Coil @ Hard Club Porto #2

Num concerto que supostamente teria mais adesão do que EPICA foi numa sala mais pequena que teve lugar o concerto de Lacuna Coil.

Blame Zeus


Em Portugal há vida para além de Moonspeel, as pessoas é que não sabem (ou têm preguiça de procurar). Tinha ouvido algumas músicas dos Blame Zeus e confesso que é daquelas bandas que funciona melhor ao vivo do que em estúdio. Tiveram o azar de apanhar uma plateia não muito simpática (diga-se um bêbedo) mas conseguiram brincar com a situação e conquistar alguns pontos com a audiência.

Sinheresy


Conterrâneos dos cabeças de cartaz, super simpáticos mas com um som um tanto ou quanto "copy paste" destes últimos. O som não ajudava.

Cellar Darling


Confesso que pela altura do concerto estava mais curioso pela actação dos Cellar Darling do que qualquer outra coisa. Formados por três músicas vindos da banda Sueca Eluveitie que nunca me caiu no goto, ao contrário dos Cellar Darling. Com apenas um álbum de estúdio "This Is The Sound" misturam rock com influências folk, muito diferenciadas pelo uso de um Hurdy-gurdy (visível na foto acima). Fiquei deveras surpreendido pela aclamação feita a Anna Murphy, que em tudo fez jus para merecer todo o alarido.

Alarido esse que eu tentei controlar em mim ao conseguir tirar uma foto com os três elementos fixos da banda.





Aquela música em que uma pessoa não conseguiu mesmo segurar-se. Tive pena de que grande parte da audiência não a conhecesse. Por que é um hino.

Lacuna Coil


Há uma linha que separa (créditos à NOS) uma vocalista de um animal de palco. Cristina Scabbia é um misto dos dois, com uma grande abundância do segundo. Com a mulher a um palmo da minha cara, quase que corri o risco de virar hetero.

Pecaram por colocar a setlist tão à mão de semear antes do concerto, mas há sempre surpresas.

Como o facto de uma pessoa pensar que sabe as letras, vai a ver e, hum, não sabe. E enterra-se.
Enterro também, mas este da esperança da plateia, quando todas as dicas da mulher apontam para uma versão ao vivo de "Within Me", que toda a gente queria ouvir, e nos espetam com "Downfall". Graças a Deus que o material antigo foi (quase todo) omitido por que como já disse, anos antes, os primeiros álbuns da banda dão-me sono.


A setlist, para os interessados.


Dizem eles que não vinham cá há anos e que queriam voltar rapidamente. Espero bem que sim. E que seja numa sala com umas condições melhores.

PS: E como nem só de música vive o mundo, ainda consegui encontrar, após anos e anos de contacto online, a Lum e o Nightmare, cujo blogue conjunto podem seguir AQUI.

Lindsey Stirling - Carol Of The Bells [Video]

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

O Desejo De Experimentar Coisas Novas VS Arrependimento


" - Metade do tempo eu arrependo-me."
" - Então por que o fazes?"
" - Por que na outra metade não me arrependo..."


Ainda na Universidade, numa aula de História do Teatro a docente da disciplina disse algo que guardo até hoje. As suas palavras foram mais ou menos estas:

" - As pessoas passam a vida a dizer que querem experimentar as coisas. Nós não somos ratos de laboratório que são descartados após uma experiência. Nós temos apenas uma vida. As nossas experiências ficam connosco para o bem e para o mal."

Sempre fui (e sou) uma pessoa insegura. E o medo de que as coisas corra mal é um companheiro sempre presente. Principalmente no que toca às relações interpessoais (leia-se amorosas). O pêndulo de decidir confiar ou não em determinada pessoa pendeu sempre para a segunda hipótese. Nunca soube (ou vim a saber tarde demais) o que perdi. Mas com o passar dos anos fui dizendo mais vezes "sim" com resultados variáveis.

Lembro-me de ter dito "SIM" ao A. Por que ainda estaca combalido de uma relação que nunca viria a ser. Por que mexia comigo de maneiras que mais ninguém conseguia. E arrependi-me. Durante meses só vi arrependimento naqueles tempos. Depois comecei a ver o que tinha aprendido (de bom e de mau) e vi que, mais cedo ou mais tarde, teria de aprender tais lições. Só teria pedido para ter outro professor. 
Magoaram por que vieram de alguém de quem gostava. E talvez tenha sido isso que me levou, passado tanto tempo, a encontrar um canto em tudo aquilo que não me permitia mais ser a vítima. Por que sabia que o que tinha feito fora de livre vontade, em detrimento de uma pessoa de quem gostava (independentemente dos sentimentos dele perante mim).

No reverso da moeda tenho a minha experiência (não lhe chamaria relação) com o J. Algo que sabia ser uma "experiência" que poderia correr bem. Ou muito mal. E andamos nisto há mais de um ano. Por que o único arrependimento seja talvez o de não saber o que me levou a esperar tanto para experimentar certas coisas. Por que continuo a ser a mesma pessoa insegura que pensa que uns colhões vazios não justificam uma cabeça cheia. Mas que tomou a consciência daquela parte, cada vez maior, que não se arrepende de experimentar as coisas.

" - Corre bem até ao dia que correr mal..." - digo eu por vezes.

Até lá, é esperar para ver.

Demi Lovato - Tell Me You Love Me [Video]


"Oh, tell me you love me
I need someone on days like this, I do"

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Aquele Momento...

... em que, como um paciente dito normal, vou fazer análises em jejum, a enfermeira olha para o P1, começa a enumerar o que lá vem e diz:

" ... não precisa de vir em jejum..." mas, depois olha para a minha cara e lá pergunta, já como quem pede desculpa:

" - O senhor está em jejum não está?"


quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Leaves' Eyes - Sign Of The Dragonhead [Video]


A Elina entrou numa competição para ver quem conseguia dizer "Sign Of The Dragonhead" o maior número de vezes no mais curto espaço de tempo. Acho que é justo ser declarada a vencedora incontestável. Refrão chato da porra.


"Sign Of The Dragonhead" é lançado a 12 de Janeiro.

Mais Compras


segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Primeira Ida Ao Starbucks


Embora já exista em Vila Nova de Gaia há uns anos, só agora o Starbucks está a invadir o Porto. Tendo saído do trabalho com uma colega e estando os dois com tempo propus-lhe experimentarmos o tão famoso café. Não sei se é imagem de marca, mas posso dizer-vos que tanto as instalações do La Vie como do El Corte Inglés são minúsculas e passamos tanto tempo à espera dos nossos pedidos que a C começou um mini strip a medo de derreter de calor lá dentro.
Dei-lhe a escolher as bebidas e ela decidiu-se por duas bebidas especiais de Natal, de suposto caramelo. Digo "suposto" por que aquilo de caramelo tinha zero. Foi a meia de leite mais cara da minha vida. Não digo que as outras bebidas sejam tão enganadoras quanto esta, mas que chorei o que paguei, chorei. E nem o raio do copinho com o meu nome (que deitei fora mal terminei a bebida) vale uma nova visita tão cedo.

O Dia Das Propostas (IR)recusáveis

Há dias em que uma pessoa não deve sair de casa. E outros em que uma pessoa não devia ligar redes sociais/sites de engate depois de chegar a casa. As pessoas ficam parvas. Eu fico parvo com as pessoas.
Como aquele senhor no Manhunt que estava com aquela enrolação do "ah e tal estás cansado não queres relaxar?"
Eu sou burro, mas até eu que sou burro não precisei da ajuda do Google Tradutor para perceber que aquilo traduzido para linguagem de gente normal queria dizer "queres foder?" ao que eu lhe disse:

" - Desculpa mas não estou interessado no peixe que estás a vender."

O homem ofendeu-se, quis dar uma de "eu sou uma bixa que acabou de levar uma tampa mas quero sair na mó de cima" e saiu-se com "ah e tal não sei quê, mesmo que eu cobrasse tu não conseguias pagar..."

Gosto de um desafio. Gosto de ser desafiado. Para vocês que lêem este meu cantinho há mais tempo sabem qual é a máxima que uso para justificar a recusa de sexo ocasional. Se não conhecem, assim como o homenzinho, ficam a conhecer:

" - Desculpa mas não vou levar o porco inteiro só por causa do chouriço."

Foi o fim do mundo em cuecas.


Depois abro o Facebook e vem um senhor falar comigo. Confesso que quando adicionei esse senhor na dita rede há uns meses, a primeira coisa que fiz foi ir cuscar as fotos para ver se o material era tão bom quanto se apregoava. E para mim que gosto de coisas maturadas pela idade achei que sim, o pregão faz jus ao produto. E a auto-promoção não é enganosa. Mas por muito avantajado que seja, o seu malaquias não chega até à Invicta e não me sentia bem a encetar a conversa da "bixa que precisa de maxo".

Seguindo uma variante homo do ditado "Se Maomé não vai à Montanha vai a Montanha até Maomé", " Se a bixa não vai até ao maxo vai o maxo até à bixa" o senhor lá veio falar comigo a convidar-me para ir lá a casa. Não posso. Não quero.

Percebam uma coisa, quando eu tenho bife com batas fritas e ovo, eu como as coisas separadas, como o bife, depois as batatas e depois o ovo. Não sou daquelas pessoas que conseguem encafuar as três coisas nos dentes do garfo. E tenho um peeling que neste garfo de 1,77 e 55kg não iria conseguir juntar aquilo tudo. Depois há aquela coisa do "respeito" que é bonito e de que toda a gente gosta. Não que o senhor alguma vez mo tenha pedido. Mas eu acho-lhe suficiente piada para não me querer meter na cama dele.

FBI Das Bixas

Bixas modernas, informadas e utilizadoras do Grindr, I GOTS TO KNOW se esta epidemia do sigilo é uma praga que se alastrou somente pelas bixas nortenhas ou se é um mal geral entre pessoas que não dão a cara por nada mas que dão o cu por dois tostões.

As conversas correm bem, uma pessoa até se ri uma ou duas vezes, depois lá vem o pedido para ver a carinha do indivíduo (por que os olhinhos também comem, e logo eu que tenho cinco, imaginem a fome que passo por estes lados) e volta e meia lá vem a desculpa:

" - Ah e tal não sei quê quero sigilo."


Bixa, mas tu queres sigilo porquê? Por que dás o cu? Ou roubas cus por esse Portugal fora? Que eu saiba dar o cu ainda não é crime. E queres sigilo de quem? Da polícia das pilas? O pessoal tem medo que eu vá por esse mundo fora espalhar que ali podem ter presuntos de borla? Nossa Senhora, mania da perseguição. 'dasse.


Como Ficar Acordado Durante O Trabalho

Na época baixa muitos são os vendedores que perguntam:

" - Qual é a necessidade de estarem dois vendedores em cada banca se não anda quase ninguém na rua?"

Ao que eu respondo sempre a rir-me:

" - É para nos mantermos acordados..."

Hoje a minha teoria veio a dar frutos. Tendo o meu colega de banca faltado todo o dia devido a um exame, passei praticamente sete horas a olhar para o Hard Club, enquanto via dois, três gatos pingados a descerem a rua de quando em vez. E quando alguém se dignava a falar comigo agradecia aos céus e pedia à Nossa Senhora dos Aflitos para que não se fossem embora, levando-me a cair novamente num pseudo estado de sonolência.


Benditos dados móveis!

Fifth Harmony - Por Favor [Video]



"Ella me dijo "Número uno, mi nombre es Johanna"
¿Y de qué punta tú hablas? Punta Cana
No mama, de la punta de mi nariz"

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Quote

"Habituamo-nos a viver de uma maneira, ainda que seja errada ou difícil. Quando essa vida nos escapa, há um buraco a preencher. Está na nossa natureza tentar preenchê-lo com ansiedades e medos. Podemos levar algum tempo a encontrar coisas boas para preenchê-lo em vez de más."


in " O Senhor das Sombras" - Cassandra Clare

Isto aplica-se a tudo, situações, pessoas... Há um interesse alheio em classificar o modo de  vida de terceiros de "bom" ou "mau" consoante os próprios parâmetros. Pouco (ou nada) se sabe sobre quem está do outro lado.

Momentos houve (e há) em que considero que o meu modo de vida é difícil. Mas depois lembro-me de que já vivi situações bem piores e passa. Depois lembro-me de que faço muitas tempestades em copos de água. A habituação tem destas coisas. O interesse em preencher um vazio que não causava mal nenhum, o chamado "horror vacui", pavor a espaços vazios. Infelizmente tendo a preenchê-los sempre com mais preocupações, más pessoas ou más experiências.

EPICA @ Hard Club Porto #2

Myrath


Os homens da Tunísia (pais originário da banda) são mesmo giros. Lord Jesus... Confesso que já tinha tirado as medidas ao baixista careca da banda mas verdade seja dita que eles são todos de morrer. Pena que o som impedisse que se ouvisse o senhor em condições. Props para a Kahina (a dançarina que os acompanhou durante esta tour) que é Portuguesa e que eu já conhecia de outros carnavais.
Confesso que conhecia somente uma ou duas músicas da banda, que por acaso acabaram por ser tocadas. Props também para o Português do vocalista que é bem melhor do que o de muito Português que se preze.

Anneke Van Giersbergen's Vuur


A uva passa no alinhamento. Confesso que simpatizo com a senhora, mas tinha ouvido o álbum de estreia da banda em casa e não me tinha cativado nada. O alinhamento acabou por ser uma série de músicas de todos os projectos da senhora (que são mais do que as mães) e valeu pela simpatia. E pela aula de holandês gratuita de forma a que todos conseguimos aprender a dizer correctamente o nome da banda.

EPICA




Digam o que disseram da mulher (Simone Simons), que tem cara de enjoada, que não dá confiança, que tem a p*ta da mania. Dá um show do caraças. E ajuda a desmistificar aquela ideia de desafinação dada pelos vídeos que vemos por essa Internet fora.  Para além de ser boa todos os dias. Eu estava na terceira fila e se tivesse estado mais perto acho que me tinha babado.
Babados à parte, a setlist incluia (como seria de esperar) mais material novo do que propriamente da velha guarda. Omissões como "Unleashed" ou "Never Enough" deixaram-me triste. No entanto quando  começaram os primeiros acordes de "A Phantasmic Parade" e "Unchain Utopia " acho que só não perdi mais a cabeça por que uma coisa tão grande não se perde assim com duas tretas.
Convém também falar daquele throwback fofo em que toda a gente entoou "Cry For The Moon" à capela, muito afinadinhos que até vem a lágrima ao canto do olho.
Como não podia deixar de ser fecharam com a melhor coisinha que já fizeram e que viram a fazer por muitos anos de existência que venham a completar, "Consign To Oblivion" e só não me meti na moche originada no final para poder captar os coros finais com o meu rico telemóvel, que irei agora preservar com mais cuidado do que aquele a que ele já tinha direito.

sábado, 18 de novembro de 2017

Mais Compras


Um para a criança pequena, e outro para a criança grande que há em mim. Desafio-vos a discernir qual é qual.


sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Tarja - O Tannenbaum [Video]

My Indigo - My Indigo [Video]


Projecto "pop" da vocalista de Within Temptation. Não que seja mau, mas não havia necessidade.

Dica De Moda Dispensável

Ao ver o estado da minha "pseudo barba" que deixei crescer por pura preguiça, diz-me o J:

" - Sabes o que ficava bem? Rapares tudo e deixares só o bigode..."

" - Para quê? Para ficar com aquele ar de padeiro Português murcão que aparece nas novelas brasileiras?"


Luis Fonsi - Échame La Culpa [Video]


Versão latina do popular "o problema não és tu, sou eu.".

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

A Pergunta Que Ficou Sem Resposta

Há dias na presença de um guia tive de assinar um papel. Algumas pessoas estranham e fazem comentários benévolos quando me vêem a escrever com a mão esquerda. Este, de sua feita mandou para a pergunta para o ar:

" - A sua mãe não lhe bateu nas mãos quando era pequenino para aprender a escrever direito?"

A minha vontade foi perguntar:

" -E a sua não lhe batia com a cabeça na parede para aprender a pensar como deve ser?"



Mas só eu sei (a par de toda a gente na minha vida) de como eu preciso deste trabalho.

O Desodorizante Do Demónio

Regra geral cheiro sempre os desodorizantes antes de os trazer para casa. Calhou desta vez não ter o que costumo a trazer e vim embora com outro da mesma marca mas de cor diferente. Andei um ou dois dias a estranhar o leve aroma a suor que emanava da minha roupa. Sendo eu uma pessoa que nem no Verão sua muito, por que o haveria de fazer no Inverno? Por curiosidade fui verificar a que cheirava o desodorizante. É suor em roll-on. Literalmente.


terça-feira, 14 de novembro de 2017

O Mestre Não Ensina Todas As Lições

Embora não me foda todas as santas semanas mantenho um contacto mais ou menos regular com o J. Não que as nossas conversas se centrem em grandes temas da actualidade mas volta e meia lá damos duas de letra. Quando vi a minha saúde a andar para trás e foi marcada a minha colonoscopia achei por bem dizer-lhe algo. Não por que tenha um mau pressentimento mas por não saber até quando irei ficar impossibilitado de lhe dar aquilo que ele pede (não que ele peça, ele come e pronto) de cada vez que nos encontrámos. Por que, convenhamos, eu estar com ele sem lhe poder dar o que a gente já sabe, é quase como pagar às meninas andar aos abraços.

Eu não quero que o homem se preocupe comigo. Não quero que o homem me pergunte se estou melhor de cada vez que iniciamos uma conversa. Se isso faz dele uma boa pessoa aos olhos de alguém minimamente civilizado? Sim. Se eu sei que ele é minimamente (até bem mais do que isso) civilizado? Sei pois.

Mas não é para isto que pago trinta euros por duas horas. Pago para andar consolado meia dúzia de dias, não falar com ele durante uns tempos até quase me esquecer da sua existência para depois me lembrar quando a vontade voltar.

Desde cedo me disse que não procurava relacionamento, que não queria nada sério. E é isso que tem acontecido, e tem corrido às mil maravilhas.

Ele consegue separar as coisas melhor do que eu. Eu sei que se me for dado um pouco mais de corda me irei derreter pelo beiço e tentar fazer merda. E culpá-lo-ei quando ele não aceder aos meus pedidos para tentar fazê-la comigo.

"eu não estou apaixonado por ti
não te amo
não me imagino sequer a namorar-te
por isso, se é esse o problema, está sossegado
mas sou um tipo muito indecente, dentro da minha decência social
e quando quero saber se estás bem, é só por isso
cá dentro, quero é que melhores para te poder foder "

Acredito que estas palavras lidas a seco poderão dar uma ideia muito errada da pessoa que ele é. Mas para mim, que penso conhece-lo minimamente bem, foram um alívio. Mas enquanto estou aliviado a seu respeito, no que toca a mim, não posso estar tão certo. Por que eu sei que, a partir do momento em que me puser a magicar cenários idílicos dentro da minha cabeça irá tudo por água abaixo. Sou um cão de apartamento, um pinchão que precisa de muito pouca trela para ficar contente.

E não quero imaginar que seja ele que a esteja a segurar atrás de mim.

Uma Escolha Acertada

No próximo dia 22 os EPICA vêem ao Hard Club. Quando soube fiz logo saber que queria ir. Pouco depois vim a saber que a Shakira viria à que é actualment Altice Arena e fiquei triste. Eu gostava de ver a mulher ao vivo poh. Mas os gastos de deslocação para Lisboa seriam bem maiores do que os contraídos até ao Hard Club (que fica, basicamente, acima do meu trabalho) por isso acabei por me decidir pelos EPICA mesmo. Há anos que os queria ver ao vivo. Bem, parece que a Colombiana cancelou toda a tour devido a problemas de saúde. 
Senti que tomei uma das poucas decisões acertadas deste ano.


domingo, 12 de novembro de 2017

O Abordador Das Proximidades

Aquele gajo que para iniciar uma conversa me manda uma foto do "documento" e depois me diz:

" - Ai eu trabalhava à tua beira no café x..."


Live Update: Depois de me dizer que está desempregado e me propor pagar 30€ para estar com ele, acabou de se auto-convidar para vir cá a casa.

Eu sei que sou maluco, mas a ideia de ser maluco é a de não atrair malucos, é aquela teoria dos opostos. Pelos vistos só eu é que acredito nisso.

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Mais Compras



Sou capaz de gostar de algumas músicas do novo álbum da Taylor Swift. Não me julguem.


E o novo da Cassandra Clare parece umas certas pilas que eu já namorei de tão grosso que é.