segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Um Balanço De 2012

Não é meu costume fazer balanços até por que na maioria das vezes é raro recordar-me de tudo aquilo que deveria mencionar [acabando por mencionar coisas que deveria já ter esquecido]. No entanto 2012 foi um ano de algumas mudanças e acho por bem fazer um apanhado de algumas delas.

A minha mãe venceu um tumor. Um tumor que lhe fora diagnosticado já em 2011 e operado logo nos finais de Janeiro. Após meio ano de quimioterapia [embora já tivesse sido submetida a sessões de quimio e radioterapia antes da operação] está [para já] livre de qualquer perigo. Não me lembro de ter falado disto aqui mas mais vale tarde do que nunca. Sempre tivera, mas mais do que nunca, depois de tudo o que ela passou durante todo o processo tenho razões para dizer que tenho MUITO orgulho na minha mãe. Quando soube o problema que tinha [um tumor maligno] a primeira preocupação dela fui eu e a minha irmã. A minha mãe tinha medo de morrer e de nos deixar, de não nos poder ver crescer [mais à minha irmã que tem apenas 11 anos]. Quando soube o problema que tinha, chorou. Quando soube que após a operação teria de ser submetida a mais meio ano de tratamentos, chorou. Mas acreditem, durante todo este tempo, eu nunca vi a minha mãe chorar. Nunca nos deu razões para temermos pela saúde dela. Apesar de ter ficado ostomizada para toda a vida encarou isso como um mal menor quando comparado à possibilidade de não nos ver mais.

Tive a minha primeira experiência no mundo do trabalho enquanto operador de call-center. Mais uma brincadeira do que uma experiência séria. O que ganhei mal deu para aquilo que gastei de transportes para ir trabalhar, mas aprendi o quão difícil é ter de se ir trabalhar todos os dias para um emprego de que não se gosta. Por isso espero poder encontrar uma profissão [não um emprego] na qual me realize enquanto pessoa e que me faça sentir feliz de acordar todas as manhãs para ir trabalhar. Aprendi também que há muita gente a aproveitar-se de quem trabalha e que cada vez mais se verá isto neste País. Empregos por objectivos ou comissões vieram para ficar e espero que alguém ponha um entrave nesta forma precária de trabalho.

Licenciei-me. Hoje em dia uma licenciatura não nos dá certezas de um trabalho, mas mesmo assim é um marco na vida de alguém. Ainda para mais quando estive na corda-bamba até ao último minuto para saber se acabaria licenciado ou se teria de esperar mais um ano. Não existiria mais uma hipótese, tinha ficado mais um ano a acabar cadeiras atrasadas e era agora ou nunca. Graças a Deus passei e orgulho-me de ter acabado este ciclo de estudos a que me tinha candidatado em 2008.

Fui admitido enquanto aluno do segundo ciclo no Mestrado em Estudos Medievais. Estudar um assunto sobre o qual sempre gostei de aprender mais e que gostaria de aprofundar foi muito bom mas percebi que não sabia tanto do assunto quanto pensava e que iria exigir de mim bem mais do que aquilo que tinha dado de mim mesmo nos quatro anos anteriores. No entanto por razões económicas tive de abandonar os estudos ao fim de um mês de aulas. Sempre ouvira notícias de alunos que desistiam dos seus estudos por não terem como paga-los, no entanto como muita gente apenas acreditava que coisas dessas só acontecem aos outros.  Aconteceu-me a mim e vi o quão desanimador foi para os meus pais terem de tomar essa decisão. Mas não os censuro.

Aprendi a não forçar relacionamentos. Aliás aprendi a não me preocupar com os mesmos. Encontrei-me com várias pessoas que tinham no âmago dos seus interesses o teor sexual e o mais curioso é que de todas elas, a única com a qual ainda mantenho contacto, foi a que não me despertou qualquer tipo de desejo mas que soube encarar isso como um ponto a seu favor, brincando com a situação e nunca me fazer sentir mal por termos decidido não avançar por um caminho onde ambos sairíamos magoados.

Delimitei a minha linha de contactos ao extremo. Percebi que de nada adianta ser-se [ou tentar ser] amigo de toda a gente. Hoje contam-se pelos dedos as pessoas quem chamo de "amigos" e isso ao invés de me entristecer deixa-me feliz. Por que foram essas pessoas que estiveram comigo durante todo o ano [e outras durante anos anteriores] e não faria sentido procurar coisas melhores quando já se tem o que de melhor há e se tem consciência disso.

Voltei a ouvir estilos musicais que tinha negligenciado durante algum tempo. Hoje tenho um gosto mais diversificado embora incorpore muitos artistas dos quais me deveria envergonhar, mas esta vida é demasiado pequena para nos preocuparmos com esse tipo de coisas e como se diz por aí, os gostos não se discutem, apreciam-se.

Foi também um ano de mudanças no blogue. Tanto a nível do que escrevo como da forma como o faço. Sou uma pessoa ora divertida ora meditativa e quero que conheçam todos os meus lados. Partilhei também alguns trabalhos meus após ter apanhado novamente o bichinho da escrita. Dei a conhecer aqui aquilo que ouço, dando opiniões mais elaboradas nas reviews que escrevi ao longo do ano. Espero ter suscitado a curiosidade em algumas delas a ponto de ter feito alguém ouvir os álbuns. Em suma, o blogue ficou mais diversificado e para melhor, espero eu. Reflexo disso ou não, ganhei mais seguidores aos quais desde já agradeço todas as visualizações, todos os comentários e espero honestamente contar convosco para o ano que aí vem. 

Porém acabo este ano desiludido.  Por que pela primeira vez na vida não tenho um futuro em vista. Pode ser daqui a um mês, dois meses, três meses, não sei. E essa dúvida assombra a passagem para um ano que ninguém espera ser fácil mas que eu espero, honestamente, que me traga uma ocupação da qual me orgulhe e que me faça sentir realizado tanto pessoal como profissionalmente.

Mas tristezas não pagam dívidas e resta-me desejar-vos uma óptima entrada em 2013 e que sejam tão ou mais felizes como foram durante este ano que agora acaba.

Logan


Era Um Elogio?

Miúdo de 10 anos: "Tens uma barba pareces o Rey Mysterio."
Eu [mentalmente]: "Isso é um elogio?"

Confesso que conheço alguns nomes de lutadores da WWE mesmo nunca tendo prestado atenção alguma ao programa, fiquei curioso:


É este o Rey Mysterio? Se é, então não tem mesmo nada a ver.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Nicole Scherzinger - Poison [Video]

Religious Crap

Há coisas que dão vontade de rir se antes disso não dessem uma vontade doentia de dar um tiro directamente na caixa craniana. 
Ora, os ditos "ateus" acusam quem é cristão de ser fanático e de tentar converter toda e qualquer pessoa à sua religião. Para nos ajudarem publicam uma série de imagens [daquelas elaboradas em cima do joelho] a favor do ateísmo e a rebaixar quem é cristão, quando os cristãos pura e simplesmente, não querem saber. 
E agora pergunto eu: onde está a chamada liberdade de expressão? Se um cristão exprime a sua opinião é fanático mas um ateu que exprima a sua opinião rebaixando alguém que tem uma religião acha-se no direito de não ser criticado?  Haja paciência, hoje já corri com um, não porque eu seja um fanático religioso [ainda não fui bater à vossa porta pois não?] mas por que me cansei destes pseudo ateus que nada mais não fazem do que mostrar o quão ateus são para todo mundo ver.


tsc tsc, vai entender né?

sábado, 29 de dezembro de 2012

Pecados Desta Vida

Primeiro Deus criou o Hugh Jackman e colocou-o na Austrália.
Depois lembrou-se de que nem todos conseguiriam viajar até lá e para tirar a barriga de misérias a pessoas como eu criou o Sortido de bolachas do Pingo Doce:

Preparem Os Lenços


Afinal ainda vai demorar uns dias para poder ver "Os Miseráveis" o que é uma chatice por que a julgar pela minha figura a ouvir a banda sonora isto ao vivo vai ser bonito. Preparem os lenços.


Tainted Love


What i like about you
let me be honest
the way you make my head go round
the way you turn my life into a mess

Caught up in the danger zone
catch me with your velvet glove
and make me taste all the brutality
of your tainted, tainted love

Maybe i'm a little tainted too
by asking this 'till i die
maybe 'cause the way you kill me every night
is the only way i can feel alive

Let me run from you
then you can catch me before i fall
call me today again, tainted love
Tainted love in my life, overall.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Eu Não Vou Aos Saldos :(


Pelo segundo ano consecutivo parece que vou ficar sem encher o meu armário. Se precisava? Precisava. Precisava de calças, camisolas, sapatos, a life partner, tanta coisa.
Porém enquanto não souber o que fazer da minha vida não vejo grande motivo para comprar roupa, só se for para desfilar no corredor cá de casa na imponência dos meus 177 centímetros.
Boa sorte a quem ainda vai fazer as suas compras nos saldos, may the odds be ever in your favor! 

Diana Vickers - XO [Audio]

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Vira O Disco [E Toca O Mesmo]

Quando passo a maior parte dos dias sem falar com alguém fora de um circulo restrito de pessoas começo a aperceber-me do quão redundantes são as conversas nesta casa.
Fazíamos parte daquele grande número de famílias que viam televisão à hora das refeições. Porém, desde que a dita avariou que o jantar passou a ser definitivamente aquele momento de convivência que sempre deveria ter sido. No entanto [e como já tive oportunidade de falar noutros posts] as conversas aqui são deveras mórbidas. E sempre sobre os mesmos temas.
Toda a gente sabe que o Governo não ajuda ninguém. Toda a gente sabe que a vida está difícil. Toda a gente sabe que vai ficar pior ainda. Por quê continuar a enfatizar tudo isso como se por artes mágicas tudo se tornasse mais fácil de digerir? Num raro momento de atitude positiva vos digo que há anos que os Portugueses dizem que isto pior não podia ficar e assim chegámos até aqui. E estámos vivos. Acredito que assim iremos continuar quando este Governo se for e o país estiver pelas ruas da amargura.
Mas, enquanto isso não acontecer, as conversas cá em casa precisam de um upgrade. Do pouco que vejo/leio enquanto estou aqui durante o dia, tento sempre puxar a conversa para um lado que não seja tão melancolicamente irritante. Por exemplo, li hoje que as pessoas com mau feitio tendem a viver mais anos. É sempre bom saber-se que se está incluído nesse rol de pessoas que têm uma esperança de vida mais alargada. Nem que passe esse tempo extra a ouvir o disco riscado que são as conversas cá em casa.

Shayne Ward - Breathless [Video]



Sei que esta música é antiga mas lembrei-me disto hoje e pronto, é assim.


Obrigado Computador

E parece que o meu computador decidiu dar as últimas agora. O que é muito bom por que se eu já não tinha uma lista de coisas que queria comprar, parece que vou juntar uma reparação ao dito cujo.
Obrigado!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Mistress Of The House [Madame Thénardier]


Monsierus and mademoiselles
to entertain us in this soirée
let me present to you
the unique Madame Thénardier

She does a lot for living
and so much she has to overcome
may we watch her sitting in that chair
and see her waiting for her prince to come

So many people she knows
from all the rooms she hires
the language they all speak
is the language of the liars

How tired she looks today
from all that she has done with her mouth
screamed all the insults so loud and clear
that it's best to make her shout.

After Christmas

Num tom muito melodramático posso dizer que sobrevivi a mais um Natal. Os meus ouvidos estão mais debilitados, a minha barriga um pouco mais cheia, a minha paciência mais diminuta, mas sobrevivi. E agora de volta à vidinha simples e medíocre de todos os dias.

Attention Whores


Façam-me uma pergunta! É o slogan das pessoas que aderiram ao ask.fm.


A sério, se alguém vos quiser perguntar alguma coisa irá fazê-lo quer tenham ask.fm ou não. Depois não querem que se metam na vida deles... Vai entender?

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Cheryl Cole - Guetto Baby [Video]

O Melhor Presente De Natal



Como foi a vossa consoada? Boa, má, assim-assim? [quando trabalhava no call-center perguntava às pessoas se era mais para um ou para o outro assim]

Ainda estou aqui com o coraçãozinho nas mãos, é verdade, e tudo graças ao meu organismo mui frágil e debilitado. Bastou um gole de Coca-Cola demasiado fria para me mexer com o sistema imunitário e me deixar até agora com uma pontada no coração. Verdade seja dita que 90% se deve aos meus nervos. Ouvir o dueto feito pela minha irmã e prima na tentativa de verem quem consegue gritar mais alto levou-me a um estado de nervos tal que quando me sentei à mesa já estava naquele estado de nervos não muito aconselhável para alguém que vai consoar. A Coca-Cola glaciar só deu um empurrãozinho. Espero que este nervosismo todo passe depressa por que já sei o tamanho dos comprimidos que posso ser obrigado a tomar e no me gusta, no me gusta nada.


No post anterior falei das mensagens de Natal que enviei para algumas pessoas. Pois bem, enquanto esperava pela ceia de ontem e vasculhando os meus contactos decidi enviar mais algumas, só por mero descargo de consciência. De quem me fui eu lembrar? P pois claro. Quem não se lembra, é esta alminha aqui. Num tom completamente descontraído digitei simplesmente: "Bom Natal para você" [o "você" é aquele termo só para fazer as pessoas sentirem-se velhas e importantes. Afinal 33 anos é uma idade que impõe algum respeito ahah]. Eis que recebo de volta uma resposta com beijos no final.
E esta foi a minha reacção depois de olhar mais de meia dúzia de vezes para a mensagem:



Não é curioso que a única pessoa que conheci este ano e que não faz de todo o meu género tenha sido a única fazer-me repensar a forma como olho para o lado amoroso da vida? Provavelmente foi algo escrito sem pensar, algo escrito meramente para não dar à mensagem um ar demasiado automático, mas a verdade é que me tocou mesmo. Posso afirmar que foi o melhor presente que recebi este ano? Não que tenha recebido muitos mas foi de facto o que me tocou bem mais no fundo da alma [aquela alma que faz todo e qualquer sonho valer a pena né?]. Para alguém extremamente materialista como eu, este é um grande passo em frente por que o que me fez mais feliz foi algo que nem os meus Mon Chéri conseguiram bater. São três da manhã mas ainda me acho no direito de mandar uma mensagem só para fazer ver que estou carente [sim, eu estou carente lol] e por isso vou dar por encerrado este post sobre o meu Natal esperando que vocês tenham alguém a quem possam desejar um bom Natal com muitos beijinhos à mistura.

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Jingle

Começar a véspera de Natal a receber a notícia de que a pessoa com quem se vai consoar está no hospital não é a melhor forma de principiar o dia mas pelos vistos já vai melhor.
Depois vou vendo as publicações pelo Facebook e questionando-me se as pessoas sabem que o Natal ocorre todos os anos, na mesma data, para toda a gente.

"É Natal!"
No shit Serlock, pensei que aí em casa estivessem a celebrar a Páscoa! Só se as pessoas tivessem vivido isoladas nestes últimos dias teriam dúvidas sobre a data de hoje.

De manhã fiz a minha parte de Cinderelo e aspirei a sala. A minha casa não é propriamente grande mas os meus pais têm uma máxima: Se podes colocar tudo amontoado para poupar espaço, então põe, que se foda. Fartei-me de rogar pragas [fodasse, caralho, merda, nem queiram saber a quantidade de impropérios que consigo dizer por minuto quando estou mal disposto, enquanto embatia numa caixa, numa cadeira, no sofá, na mesa, na minha vida, na minha dignidade]. Mas aspirei tudo. Depois o que me irrita mais é que não é o aspirar em si que me cansa, é tirar as coisas que estão a atrapalhar: a cobertura do sofá, as cadeiras, as passadeiras, as mantas, as toalhas... Dou por mim com vontade de ter uma retroescavadora para arrumar com aquilo de vez.
Este deve ter sido o único ano em que enviei as minhas próprias mensagens de Natal. Talvez por não estar com as pessoas que mais me disseram ao longo deste último ano tenha sentido a necessidade de lhes relembrar que não me esqueço de quem me faz bem, não sou assim tão ingrato.
E também não me esqueço de vocês, por isso feliz Natal, com muitas prendas e essas coisas todas, a minha mãe está na cozinha a assassinar um bolo de chocolate metendo coco lá para dentro [o fruto] rezem para que saía alguma coisa decente.
O que se ouve durante este dia:



E a minha prenda está a demorar a chegar: OKLAHOMA!

domingo, 23 de dezembro de 2012

She Dreamt A Dream [Fantine]


she dreamt a dream
in time gone by
where the man who left her
would never catch her eye

She dreamt a dream
in time gone by
where there was somebody near
to have a shoulder where her tears could dry

She dreamt a dream
in time gone by
with no bastards above her
to block her vision of the night sky

She dreamt a lot of dreams
but still she can't understand
the reason why she and her daughter
can't be together again.

Hugh Jackman Gets Hollywood Walk Of Fame Star



Australian actor Hugh Jackman got a Hollywood double whammy Thursday as he was nominated for a Golden Globe and got his star on Tinseltown's famous Walk of Fame on the same day. Jackman, who is being tipped for possible Oscar glory for his role in upcoming musical adaptation "Les Miserables," said he couldn't believe the good fortune that his career has given him.

"This is quite a ride .. It's a surreal experience. I'm a kid from the suburb of Barunga, on the northern side of Sydney ... This is completely surreal," he said as he unveiled his sidewalk star. "Apart from Lassie, I'm the only one to get to play the same character in 15 movies," he quipped, flanked by Les Mis co-star Anne Hathaway, director Tom Hooper, DreamWorks boss Jeffrey Katzenberg and Tonight Show host Jay Leno.

Leno, due to interview him later, told Jackman: "I don't believe wealth and fame change anybody, it exaggerates who you already are. And I think all your wealth and success and fame have just made you a better person." "You have a wonderful family, you're a wonderful role model .. besides the obvious talent, is the fact that you are a regular person." Jackman thanked his fans, about 200 of whom turned out to see him get his Walk of Fame star on the sidewalk outside Madame Tussaud's next to Grauman's Chinese Theatre in the tourist center of Tinseltown.

"I have the greatest fans in the world. I don't take it lightly and or take it for granted and thank you so much for all you do. (...) The Boy from Oz was a hit because of the fans.

His wife Deborra-Lee Furness and adopted children Oscar, 12, and Ava, 7, were also there. "None of this would have been possible, and certainly none of this would have been rewarding to me, if not for my family," said Jackman, nominated for best actor in a musical or comedy at the Golden Globes earlier in the day.

"And kids, you maybe don't understand it now, but you're gonna save a fortune in therapy by just coming here and spitting on it, jumping on it ... you can come and take it out here," he said of his star. "Sorry, city of Los Angeles," he added.

http://www.hurriyetdailynews.com/hugh-jackman-gets-hollywood-walk-of-fame-star.aspx?pageID=238&nid=36844


Bounded To The Duty [Javert]


Some men are bounded to freedom
which makes their hearts so bright 
this one was bounded by years
to the duty of being right

The laws of the Earth
the desires of the man
we all deserve a second chance
took time for him to understand...

The uniform made the man
who can't forgive a theft of food
what elegance overflows from there
without it, he's barely nude.

Desabafo

Há alturas em que o meu pai me chama paneleirote por coisas sem importância.
Acredito que se ele soubesse da minha panca pelo Hugh Jackman me iria chamar paneleirote mais vezes.

Balanço Cd's 2012

Como já não irá sair nada de novo este ano, aqui fica a [grande] lista do que ouvi durante este ano. Existem álbuns aos quais dei uma nota positiva e que não ouço mais e outros aos quais dei nota negativa mas que continuam no meu Media Player por obra de nosso Senhor. Acima de tudo voltei a ouvir muitos dos artistas pop que ouvia antigamente [sem deixar é claro de ouvir as bandas metal que descobri nos últimos anos]. Em 2013 espero que seja lançado o novo álbum da Diana Vickers, passar 2012 sem um único lançamento foi doloroso. Em Janeiro Sarah Brightman lança "Dreamchaser" e em Março é lançado "Exile" dos HURTS. 

Melhores Álbuns De 2012 [sem nenhuma ordem específica]:


Cheryl - A Million Lights
Delain - We Are The Others
L'ame Immortelle - Momente
Lacuna Coil - Dark Adrenaline
Oomph!  - Des Wahnsinns Fette Beute 
Ramin - Ramin
Sabaton - Carolus Rex
Xandria - Neverworlds End
The Young Professionals - 9 Am to 5pm 5pm to Whenever
Marina & The Diamonds - Electra Heart
Melanie C - Stages
The Killers - Battleborn
Cher Lloyd - Sticks & Stones
Ellie Goulding - Halcyon
Anastacia - It's A Man's World
Girls Aloud - Ten
Little Mix - DNA
Pablo Alborán - Tanto
Tulisa - The Female Boss [SWAG]
Olly Murs - Right Place, Right Time
Samantha Jade - Samantha Jade
Samantha Jade - The Golden Touch
Lana Del Rey - Born To Die

Álbuns Medianos de 2012:


Anneke Van Giersbergen - Everything Is Changing
Sean Paul - Tomahawk Technique
Nightwish - Roadrunner Digital Ep
Amberian Dawn - Circus Black
Lyriel - Leverage
Hooverphonic - With orchestra
Katy Perry - Teenage Dream The Complete Confection
Madonna - MDNA
Fireflight - Now
Dark Princess - The World I've Lost
Eklipse - A Night In Strings
L'ame Immortelle - Fragmente
Nightwish - imaginaerum Tour Edition
Mark Isham - Once Upon A Time Ost
Adam Lambert - Trespassing
Melanie C - The Night
Keane - Strangeland
Ihsahn - Eremita
Gary Barlow - Sing [Ep]
Evoken - Atra Mors
Jennifer Lopez - Dance Again: The Hits
Tacere - At World's End
In This Moment - Blood
Rita Ora - Ora
Doro - Raise Your Fist In The Air [Ep]
Tarja - Act 1
Devision - Rockets and Swords
Liv Kristine - Libertine
Jackie Evancho - Songs From The Silver Screen
Katherine jenkins - This Is Christmas
Kylie Minogue - The Abbey Road Sessions
Lady Antebellum - On This Winter's Night
Rebecca Ferguson - Heaven
t.A.T.U - 200Km/h in the wrong lane 10th anniversary edition
Les Misérables - Soundtrack

Decepções de 2012:


EPICA - Requiem For The Indifferent
The Murder Of My Sweet - Bye Bye Lullaby
Alexandra Burke - Heartbreak On Hold
Carrie Underwood - Blown Away
The Agonist - Prisioners
The Script - #3
Leona Lewis - Glassheart
Nightwish - Imaginaerum: The Score
Taylor Swift - Red
Lana Del Rey - Paradise [Ep]
Christina Aguilera - Lotus
Rihanna - Unapolagetic
Alfie Boe - Storyteller
JoJo - Agape

Descoberta de 2012: Se a Lana Del Rey não tivesse lançado o lixo do "Paradise"  era a melhor coisa que eu tinha descoberto. Mas como ela fez o favor de lançar tal coisa, tenho mesmo de mencionar THE YOUNG PROFESSIONALS:




Maiores decepções de 2012: Taylor Swift, Carrie Underwood, The Script, Leona Lewis. Não que os álbuns sejam horríveis por que não o são, mas estava à espera de MUITO MAIS de cada um deles.




Shontelle - Impossible [Video]

Cantoras Oportunistas

Se há algo que me deixa com a pulga atrás da orelha [mesmo depois de tomar banho] é o oportunismo de certas artistas portuguesas. Vou citar só dois nomes: Ana Moura e Carminho.


Desde que cantou com os Stones que não ouço a Ana Moura falar de outra coisa. Ela não é a Ana Moura que canta fado, ela é a Ana Moura que cantou com os Stones, que é amiga de X e conhece Y. Não há entrevista dela em que não venha o raio da pergunta sobre os Stones. Há vida para além disso na carreira dela? Ou vai falar disso até todos eles baterem a bota? [já não deve faltar muito, estão mais para lá do que para cá]



Carminho, opá, nem vou falar do quão piroso é o nome artístico dela [falou o rapaz que tem Manuel no nome...] mas se havia cantor com quem ela havia de estar relacionada era com o Pablo Alborán. Vão me desculpar a má criação: PUTA QUE PARIU. Para não falar que não sei o que o pobre do Espanhol viu nela por que francamente ela ao vivo parece um alentejano na ceifa do trigo. E a música é irritante como tudo, valha-me Deus.

Está o Logan todo contente a ver o concerto do Pablo Alborán no Oeiras Cool Jazz e apesar de já saber que ia ter de ver [e ouvir] o raio da mulher há três coisas que me deixaram ainda mais irritado com a presença dela:
1) Veio cantar um tema que ele já tinha cantado no início do concerto. Qual é o interesse de se cantar duas vezes o mesmo tema? E o pior é que piorou a primeira versão .
2) Veio cantar em Castelhano. Ela gravou duas versões da música com ele, uma em que canta em Português e outra em que canta em Castelhano. Estando ela em Portugal e sendo uma cantora PORTUGUESA não seria de bom tom ter cantado em Português? Até o pobre do rapaz arranhava Português aqui e ali e veio aquela alma de Deus cantar em Castelhano...
3) Teve direito a um solo e a cantar um fado sozinha. Para além dos dois estilos musicais serem completamente diferentes, o público enquanto fã do Pablo Alborán não é obrigado a gostar dela e da música que interpreta. Anda a ganhar uma grana preta à custa de uma música de sucesso e ainda quer vender o seu peixe na peixaria dos outros. Fico podre, podre. 
Mesmo sendo fã dele não gosto dos seus concertos, demasiado acústicos, sem aquelas orquestrações presentes nos álbuns perde muita coisa, então tendo como convidada aquela alma.... [para além de pelos vistos ter andado a fazer a primeira parte dos concertos dele] Deus me livre....


sábado, 22 de dezembro de 2012

Rich Boy Playing [Marius]


Take home the pretentious child
who's tired of all this play
he played the hero very well
now he's the saviour of the day

Took his father's shotgun
and joined to the urbe of bows and arrows
everybody's praising him
'cause he killed a bunch of sparrows

Ran as faster as he could
to escape from the slaughter
fooling Valjean and his plans
by taking away his daughter

How wealthy is our little Marius
he's not that far from a duke
a bounch of pretentious crap
more disgusting than pure puke.

Ouvindo A Banda Sonora De "Les Misérables"

Ontem estava eu muito descansado da minha vida quando a Joanna me manda um link pelo chat do facebook. O que era perguntam vocês? A versão de "I Dreamed A Dream" cantada pela Anne Hathaway.
E foi assim que descobri que a banda sonora do filme já tinha vazado.


Ok e eu posso dizer que sobrevivi ao fim do mundo por que a Anne Hathaway ia-me matando.


Vá, convenhámos, quem conhece a música sabe que existe AQUELA nota super longa que a Anne não iria cantar, iria certamente fazer algum truque manhoso e passar por cima daquilo como se não existisse tal coisa. MAS NÃO PASSOU. FUCK FUCK FUCK a Anne merrce um Óscar ela tem de ficar nomeada, não pode não pode. A forma como ela canta aquilo, é assustadoramente frágil, têm de ouvir.


Factos a reter sobre a banda sonora do filme:

- As vozes foram gravadas directamente do set de filmagens. Os actores cantavam acompanhados por um piano que posteriormente foi substituído por uma orquestra. Em canções como o Prólogo para além de encurtarem o tema, tiveram de prolongar certas partes devido às vozes do Hugh e do Russell.
- Ignoraram quase por completo a parte do bispo [interpretado pelo Colm Wilkinson que encarnou Jean Valjean no musical em teatro] que era das minhas favoritas.
- Para minha infelicidade [embora o reconheça] Russel Crowe canta melhor do que o Hugh Jackman. Facto.
- Amanda Seyfried:


- Props para a Samantha Banks e o Eddie Redmayne [o qual eu não conhecia] que cantaram their asses off!
- A parte dedicada à Helena é mínima mas não consigo deixar de amar aquela mulher. O Sasha está com uma voz estranhíssima [mais estranha do que o costume].
- COMO EU PREVIA o Hugh arruinou a "Bring Him Home"  MAS arrasou na "Suddenly" que está nomeada para o Golden Globe de melhor tema. 

Em suma, AINDA quero ir ver o filme ao cinema o quanto antes.

Post Emo De 22 De Dezembro

Seguindo o exemplo do ano anterior, aqui fica o post emo de 22 de Dezembro:



E por quê 22 de Dezembro? Ora essa metam-se na vossa vida que eu meto-me na minha!

Samantha Jade - What You've Done To Me [Video]


Well done Sammy :)

Castle On A Cloud [Young Cosette]


There is a castle on a cloud
where she sweeps her dust away
the dust she carries from the shame
of being a slave everyday


"Your Majesty my name's Cosette
down with the rats that's where i stand
sometimes i pretend I'm a little princess
the little princess my mother says i am

My royal duties are only two
i clean and sing about true love
to amuse the fools that took my life
and kept me captive like a dove

I request one of Your best servants
to help me find my mom long gone
since she left me with those men
i only wished to never been born

So Your Majesty i'll take this one
to follow me on my demand
i will return this man to you
when i find her love again."

Little Drops Of Rain [Éponine]


The sorrow smashed her heart
like little drops of rain
while all she heard from his mouth
was another woman's name

Used to be the third wheel
that never led to anywhere
spent her life helping the lovers
the lovers that never helped her

Wounded by the cannonballs
She can't barely stand the pain
but what hurt her the most 
were the little drops of rain

Little drops of rain that hurt
little drops of rain that kill
that lonesome girl's heart
which will never ever heal.

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

A Heart Full Of Love [Cosette]


A heart full of love
is all you have to give
to be more than a simple luggage
to be that woman who deserves to live

That sweet nothing that is love
wich was given by the man
who lied to the unique God above
carrying you throughout the land

A heart full of love
let's pray for it, to never overflow
for it, to never suffer
for it, to always see another tomorrow.

Valjean, Valjean


Valjean, my dear Valjean
how i pray for you every night
for you to find your own freedom
for me to find my peace of mind

Valjean, my dear Valjean
how you ran with no sound 
your foot were running fast
like the thoughts inside my mind

Valjean, my dear Valjean
how hard it is to love yourself
denying the love that you deserve
putting it alongside your shelf

Valjean, my dear Valjean
how different you were at the start
protecting the one you love
'till death do you part

Colin O'donoghue Birthday Project


Write “Happy Birthday Colin” on a paper & take a picture of you. 
You can write anything you want around the “Happy Birthday”, just make it readable.Add your twitter’s username and/or your name to the mail.His birthday is on january 26th, so I’ll put the deadline to the 5th.Send your pictures to colinbirthdayproject@gmail.com

Problemas De Beleza

Os nossos pais por muito feios que sejamos procuram sempre que estejamos no nosso melhor [ou no menos mal possível].

Pai: "- Não tens creme para as espinhas? Estás com uma enorme aí no nariz."
Eu: "- Eu sei pai."

A minha vontade foi responder:

"Eu não estou com uma espinha no meu nariz, estou com um nariz na minha espinha."


Selo De Incentivo Á Leitura


Este selo foi-me oferecido pela Ana a quem desde já agradeço [e peço desculpa por não seguir nunca todas as directrizes deste tipo de correntes mas não tenho muitos blogues que visite regularmente e aos quais possa passar o desafio].
A pergunta feita no desafio é "Qual o livro que indicaria a uma pessoa para começar a ler?" e como pessoa maçadora que sou vou dar uma resposta de metro.

Qual o livro que indicaria a uma pessoa para começar a ler?

Antes de mais há que definir quando se "começa a ler". Os meus pais estão sempre a recordar-me de que quando eu tinha os meus dois, três anos, passava tardes inteiras com uma única revista, a folhear, a olhar para as imagens, mesmo não sabendo ler. Tinha uma colecção de livros da Disney que me traziam do Porto e como na altura vivia em casa dos meus avós maternos com os meus pais e os meus tios [três tias e um tio] corria todos os elementos da família para me contarem as histórias que vinham nos livros. Depois de ouvir uma, duas, três vezes, já a sabia de côr e mesmo não sabendo ler, abria o livro e começava a contar a história tal como vinha escrita. Portanto desde cedo gostei de ler.
Passei pelos livros de "Uma Aventura"," "Harry Potter" e nunca perdi o gosto pela leitura. Lembro-me que ainda no ciclo li "O Diário De Anne Frank"  e que a brusquidão com que o mesmo terminava me marcou muito [ainda hoje o faz].
Não me recordo se li esta citação na internet ou se me foi dita por um professor na Universidade mas a mesma diz que: "O verdadeiro leitor não é aquele que lê. É aquele que relê."
E é baseado nesta citação que indico o seguinte livro:


Sei que para muitos leitores, Paulo Coelho faz parte daquele tipo de autores a evitar tanto pela temática como pela linguagem mas foi durante muitos anos o meu autor de eleição e esta foi a primeira obra sua que li a qual me foi me foi oferecida por um casal amigo num Natal de qual já não me recordo o ano. Foi a primeira obra "de gente grande" que me lembro de ler 
E por quê esta obra? Por que me transmite a importância de sonhar, de acreditar, de arriscar. E não importa a quantidade de vezes que a releia Há SEMPRE algo novo, uma passagem, uma mensagem em que nunca tinha reparado antes.  Continua a ser o meu livro de eleição por muito que tenha lido durante todos estes anos. Se tiverem a oportunidade de o lerem, aproveitem. E se gostarem, leiam os restantes livros do autor, não posso falar dos mais recentes pois ainda não tive oportunidade de ler mas os mais antigos são deveras excelentes.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Uma [Pequena] Lista De Presentes

Tenha eu 22 anos ou 99 acho que serei para sempre uma pessoa materialista. E forreta [quase como o Tio Patinhas, excepto no facto de ele ser rico e eu ser um pé rapado]. Este ano, mais do que em todos os outros, penso que existe uma série de coisas materiais que gostaria de poder ter:

- Um disco externo [por que para mim 320 gigas de disco não sabem a nada].
- Uma máquina de barbear por que infelizmente não me consigo barbear com lâminas [filme de terror autêntico] e a máquina que utilizo de momento apesar de funcionar é do meu pai ou seja, já tem uns anos valentes.
- Uns óculos de sol de lentes vermelhas [sim, por que ainda não desisti desta ideia peregrina que me deu há uns meses atrás]
- Uma série de cd's que saíram este ano e que eu espero poder comprar a um preço acessível.
- Um ou outro livro.

E já retirei os chocolates pois ainda tenho a famosa caixinha de Mon Chéri por encetar E agora vocês dizem: que é uma lista muito grande e que eu terei eventualmente de fazer uma escolha. E honestamente estou tentado a fazer uma escolha sim: Não quero nada disto. Avanço da idade ou desespero a falar por mim o que eu quero mesmo é um emprego. Eu sei, é um cliché e é um pedido amaricado. Mas quero mesmo. Quero o meu certificado na mão e poder dizer que estou licenciado. 
E quero poder ir trabalhar para o Reino Unido se a oportunidade se proporcionar.



The Young Professionals - Last Christmas [Audio]


Espero que gostem :)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

How I Met Robyn

Ver o Barney declarar-se à Robyn foi das coisas mais fofas que já vi. E parecem um casal tão apaixonado que dá até vontade de chorar.
Mas depois lembro-me de que o Neil é gay e farto-me de rir sozinho.
E para aquelas pessoas que dizem que é um desperdício eu já não posso dizer o mesmo ahah

A Primeira Cavalgada [Imagem]




Les Misérables - TV Spot [Video]



terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Escrever



O poema que coloquei abaixo foi a primeira tentativa, em meses, de tentar escrever alguma coisa. Não que não tenha assunto para tratar [por que há sempre alguma coisa] mas por que não gosto de fazer trabalhos medíocres e à pressão. Depois o medo de ter um inglês limitado é aterrorizante. Por muito que digam que a língua Portuguesa é muito bonita para se escrever [e para se ler] são raros os trabalhos que fiz que fossem escritos em Português. A influência das músicas em inglês foi crucial no meu modo de escrever, as rimas, o tempo, verão que são bastante simples.
Poemas dedicados a alguém, a falar de alguém em particular, já os fiz, mas mais do que as pessoas que estão por trás daquilo que eu sinto, que as pessoas sentem, está o sentimento em si, aquela parte da nossa mente que pensávamos não existir e que de repente parece surgida do nada.
Uma das coisas que mais lamento é não tocar nenhum instrumento pois gostaria de poder musicar muitos dos meus trabalhos, ficará para uma próxima quem sabe.
Para além do mais sou daquela velha guarda que gosta de ver os poemas a rimar e com aquela métrica certinha. Mas curiosamente não sou grande consumidor de poesia, e não leio trabalhos alheios, gosto de ouvir/ler opiniões sobre o meu trabalho mas sou incapaz de formular uma única que seja em relação ao trabalho de terceiros.
Hoje senti vontade de partilhar o meu trabalho com um maior número de pessoas e procurei algum local onde o pudesse fazer. Para aqueles que também possam estar interessados, fica o link:

Poetfreak [em inglês]

Para aqueles que tenham curiosidade em ver trabalhos mais antigos podem sempre visitar o meu Tumblr.


Mais Um Selo xD



Um selo dado pela Marissa a quem agradeço desde já [e peço desculpa por ser um destruidor de correntes mas não irei passar para ninguém, podem matar-me por isso depois].


1 - Dizer quem criou o selo e "linkar" o seu nome.
Não sei, se a Marissa diz que o blogue já não existe, eu acredito. lol]

2 - Responder ás seguintes perguntas:
Uma coisa que digas ou que irás dizer e que é mesmo séria: Tenho de ir à casa de banho.
Uma música da Avril Lavigne: Só uma? :( Tomorrow, Fall To Pieces, Innocence,Wish You Were Here e mais algumas.
Uma coisa que odeies: Não "odeio" nada mas não gosto de pessoas exibicionistas.
Uma frase: "The way you live your life has more meaning than what you think about life." - Hugh Jackman.
Um ditado: "Mais vale só do que mal acompanhado.
Um verbo: Sonhar
Uma fruta: Banana.
Uma palavra: Eu.

Lovers Hold On To Everything


Lovers hold on to everything
i hold on to the true
If you were my lover
I'd be thankful to hold on to you too

The roses of the lovers
Bloom with every word they say
The roses of the loners
Wither every now and then

Forever and a day
So much time to wait alone
Like the prettiest of the flowers
The lovers have someone to lean on